Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

 

Um Coelho pouco atento às armadilhantes realidades da plutocracia que conduz o mundo a situações como a que hoje vive, resolveu tornar-se num arauto de mais uma investida contra o futuro Rei da Grã-Bretanha.

 

Príncipe de Gales é um homem que não cede ao comodismo do aquecimento central palaciano e tem a opinião que pode e deve manifestar pelo bem comum. Gosta do seu país, ama as suas paisagens e a arquitectura que caracteriza as zonas urbanas e rurais. Não depende deste ou daquele financiador de águas turvas, não se compadece com os interesses imediatistas da plutocracia esbulhadora, nem come qualquer porcaria que "por bem" lhe colocam nas prateleiras do supermercado da esquina. Com ele no trono, maus dias virão para os especuladores, usurários e destruidores de centros urbanos e da vida rural. Boas notícias para o ambiente, para a saúde pública e para o património cultural.  Os britânicos terão quem os defenda.  Um homem do século XXI.

 

Carlos é de pedra e cal. Naquele edifício humano, não existe palha. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55


11 comentários

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 18.12.2009 às 21:21

Só concebo uma Monarquia interveniente. Recusar ser um mero bibelô é o seu dever: prosseguir o Bem Comum supõe-no.
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 19.12.2009 às 12:45

E eu que julgava que um dos principais argumentos dos monárquicos era que o Rei não interfere, apenas arbitra... Precipitações minhas... :)
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.12.2009 às 18:32

Não intervém directamente na política partidária, mas tem a obrigação de se manifestar quando o interesse colectivo está em causa. Foi isso que João Carlos sempre fez ou Balduíno e Alberto dos belgas. por exemplo.
Sem imagem de perfil

De Daniel Nunes Mateus a 22.12.2009 às 21:03

Caro Tiago Moreira Ramalho

O Rei não têm o direito de manifestar a sua opinião? Não é o que o Presidente da República faz?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.12.2009 às 15:31

Desculpai que não quero ser inoportuna.
Diz o nosso autor que o futuro monarca não come qualquer porcaria. Pode ser que não. Só que a porcaria que fez com Diana de Gales foi mais do que porcaria...ele e a actual esposa...Para mim, seria o bastante para não o querer a reinar.

Educadinha
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.12.2009 às 18:34

Como se a tal Diana fosse uma santa? Começou a sê-lo DEPOIS dos sarilhos começarem. Sinceramente, Educadinha, ela era esperta, sem ser uma águia. Era gira, gostava de dançar, de vestidos e de causas que ficavam bem nas reportagens. Aliás, quanto a rebolanços, não se privou de nada. nem sequer do poney-boy!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.12.2009 às 20:17

Até pode ser isso que o Nuno diz e muito mais. Não sei e, por isso, tão só posso ater-me aos testemunhos de quem conviveu com a Princesa. è impossível enganar toda a gente todo o tempo. Se ela depois tratou de se divertir, algo a terá motivado....

Mas se foi falsa, a Camila não lhe fica atrás ... quem enfeita o marido e vice - versa, para mim tem um nome, que passa por falta de moralidade, falsidade, deslealdade, etc, etc.
Não creio honestamente que a Princesa Diana andasse a visitar necessitados para ter audiência, sobretudo depois de divorciada. Não creio, ainda, que aqueles que ela visitou se sentissem animados porque os mandavam ficar animados... os sentimentos de carinho, de solidariedade, compaixão e de amor fluem naturalmente....

Nada sei de uma tal Camila, mas o que li sobre ela, a começar pelo actual marido, não me agradou, por isso, a minha resposta é esta: Carlos pode defender uma paisagem conservadora ou outra de acordo com o espirito da Cidade... o que é bom...qui em Portugal os patos bravos fizeram o que fizeram...

Quanto ao resto ...creia que não é figura que me agrade ou que me agradaria ter como rei no meu País.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Daniel Nunes Mateus a 22.12.2009 às 21:01

Cara Educadinha

Diga-me se reve-se na actualidade dos politicos que estão no topo da política? Criticar soberanos é fácil, mesmo que seja injusto
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.12.2009 às 01:37

Eu? Rever-me no actual sistema? Quer que lhe diga o que faria se tivesse 2horas de Poder em Portugal?

Quer que lhe diga o que faria à MERDA EXECUTIVA E MERDA OPOSICIONISTA que anda a comer os meus dinheiros?

Quer que lhe dia o que faria à MERDA jornalistica que crassa por aqui e não tem a coragem de denunciar a podridão?

Quer que lhe díga sobre a MERDA de Justiça que se faz neste País?

NAO SAÌA DAQUI... mas garanto-lhe que em das horas limpava tudo...

Educadinha

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.12.2009 às 01:39

Desculpará a qualificação, certamente arredia do elegante...mas a adequada para epitetar o sistema português actual...

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Daniel Nunes Mateus a 29.12.2009 às 15:06

Cara Educadinha

Eu também não revejo-me no actual estado de sitio. Como não sou de marimbar-me para as coisas, acredito nos beneficios de uma monarquia em Portugal. Acha que uma República responde aos problemas da actualidade? Uma nota, neste ponto do campeonato deve-se deixar de complexos relativamente às figuras reais.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas