Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A maior das liberdades...

por Cristina Ribeiro, em 18.01.10

 

De livro de João Bigotte Chorão, uma crónica intitulada « Poetas da Nossa Liberdade ». Fala de outro livro, de Mircea Eliade, « Bosque Proibido » , que o terá impressionado, como a mim, agora, comove, neste excerto:

" Era na II Guerra Mundial e em Londres, quando os bombardeamentos tinham o sabor de pão de cada dia. Mais uma vez as sirenes  faziam ouvir o seu apelo aflitivo: aí vinham de novo os aviões, as bombas, a destruição, a morte.(...) No romance de Eliade aquele formigueiro de gente que se atropelava enlouquecida nos abrigos, alguém, como que alheado da desordem circundante, lia tranquilamente um pequeno livro. Intrigado, mais do que isso, escandalizado com tal paz em tanta guerra, um vizinho não conseguiu dominar-se e perguntou: - Que lia, e como podia ler ali?

Levantando os olhos do livrinho, o sereno leitor respondeu que lia Shakespeare. E acrescentou que se uma bomba caísse ali não mataria um escravo, mas um homem livre - um homem que se evadia do cárcere, do medo e do ' trágico quotidiano' pela fantasia, a poesia, a filosofia , a mística... "

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Si a 19.01.2010 às 10:48

Nos livros ou nos blogues... ;)
Ainda bem que voltou atrás com a palavra, Cristina, gosto de a ver por aqui.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 19.01.2010 às 13:07

Verdade Si.
Lê-los e neles escrever, e porque sinto muita necessidade dessa liberdade :)
Sem imagem de perfil

De mike a 19.01.2010 às 13:48

A maior das liberdades e está tudo dito, Cristina. :)
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 19.01.2010 às 20:16

Sublime, Cristina!
Sem imagem de perfil

De JuliaML a 19.01.2010 às 22:33


a Arte só pode libertar-nos, é verdade!

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas