Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mário Soares inventa!

por Nuno Castelo-Branco, em 02.02.10

 "As comemorações oficiais iniciaram-se, com pompa e circunstância e grande participação popular, com vários actos significativos". 

 

Mas afinal, em que planeta terá estado o verdadeiro Dr. Mário Soares? Naquela manhã de domingo e na cidade do Porto, a presidencial figura poderá ter sido apenas um clone que assistiu a uma cerimónia bem diferente daquela a que agora o original nos quer fazer crer.  

 

Muito povo? Onde e qual? Talvez se refira ao grupo de umas escassas dezenas que saudaram a chegada dos comensais com sonoros "gatunos prá prisão"?

 

Pompa e Circunstância? Qual pompa e que circunstância senão uma derrota a galope?

 

Decerto o Dr. Soares já se esqueceu do que isso é, porque as tristíssimas cerimónias foram unanimemente consideradas como confrangedoras, apenas conformadas pela presença na praça de uns tantos destacamentos das Forças Armadas, aliás pouco fiáveis nestas coisas de juras a bandeiras. 

 

 

"Le roi D. Carlos était un trés grand Roi, un trés grand patriote (...) Et la mort du prince... Un enfant, un innocent... Et cette mère courageuse, admirable... vous êtes dans une situation qui n'ést pas brillante. Oh, pas de tout, dans votre Republique!"

 

Disse a João Chagas, Émile Loubet, presidente da República Francesa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:16


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Nuno Resende a 02.02.2010 às 21:15

Bom, sejamos justos com o senhor. A idade pesa-lhe e o cérebro está cada vez mais leve. Entre um assoanço e outro o cidadão Soares julgava ver o dobro daquilo que efectivamente havia.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas