Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Porque os vêem como um exemplo.

por Cristina Ribeiro, em 09.02.10

 

Há dois ou três anos, uma irmã foi à Jordánia, e o relato que então fez do que viu, e sentiu, naquele país, é agora corroborado pelo relato que, após uma visita, faz Jaime Nogueira Pinto, em que nos dá conta de um país árabe " especial ", civilizado, bem diferente dos países árabes que o rodeiam, onde a Educação é, realmente, uma prioridade ( e aposto que sem que ninguém alardeasse tratar-se de uma " paixão " ).

E tudo isso repousa na obra política da dinastia hachemita, de Hussein ben Ali e dos seus filhos Abdullah e Feisal (do Lawrence da Arábia), continuada pelo falecido rei Hussein, rei carismático, soldado, desportista, cosmopolita, com a sua série de rainhas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21


8 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 09.02.2010 às 22:33

Junto a minha voz à da irmã e as minhas palavras às suas, Cristina.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 09.02.2010 às 22:54

E como a união faz a força, Mike...
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 09.02.2010 às 22:55

porque Portugal gosta de copiar sempre os piores exemplos.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 09.02.2010 às 23:02

Um Portugal que eu acho já não ter emenda, Daniel. Se não o pararem a tempo de cair no precipício.
Sem imagem de perfil

De Miguel Castelo-Branco a 09.02.2010 às 23:31

Curioso Cristina, que hoje eu só tenha as minhas referências fora e bem longe da Europa dos barriguinhas de colarinhos brancos: os meus "heróis" políticos são, agora, o Xá da Pérsia, o Sultão Qaboos de Omã, o Rei da Tailândia e o Rei Hussein da Jordânia. O resto é, sem tirar, gente de supermercado.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 09.02.2010 às 23:55

Sabe que não me admiro, Miguel. Comparando os protagonistas desta Europa decadente com pessoas com substância, aqueles ficam a perder.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.02.2010 às 01:13

Caro Miguel Castelo Branco....

É curiosa a sua expressão de «gente de supermercado».

Eu gosto de palavras... eu acho que o socretino não fica bem em nenhum cenário...nem atras da caixa...mas se o visse lá, desejava-lhe boa viagem de regresso à «provincia».
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 10.02.2010 às 11:07

Por alguma razão, sempre tentaram matar o homem.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas