Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ainda a infância...

por Cristina Ribeiro, em 12.02.10

 

Os tempos eram outros - quando cá em casa havia capoeira para criar frangos, pocilga para os porcos, e uma casinha, quase de bonecas, com telhado por onde se espraiavam os ramos de videiras, que servia de coelheira: aí, atrás da rede, seguíamos o crescimento daqueles animaizinhos, envoltos em nuvens de pêlo, que quase nos impediam de ver os seus olhos pretos.

Era esse telhado, relativamente baixo, e para onde subíamos escalando um pequeno muro, um dos locais preferidos para brincarmos, as irmãs e duas primas, às casinhas, mas também para lermos os livros do Noddy que requisitávamos na biblioteca ambulante da Gulbenkian.

Na época em que os cachos de uvas estavam ali mesmo ao nosso alcance, as saudosas e doces uvas americanas, não foram poucas as vezes que nos queixámos de dores na barriga. Ao ver os lábios roxos, era certo o ralhete materno; mas , mesmo assim, o máximo que podia acontecer era estarmos um ou dois dias sem as comermos, para depois tudo voltar ao normal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54


7 comentários

Imagem de perfil

De António de Almeida a 12.02.2010 às 21:15

Nasci na cidade, mas a minha avó no Alentejo tinha animais, em criança vi matarem um porco, fiquei doente, já adolescente tinha a mania de dar comida aos coelhos, certo dia a minha avó matou um sem me consultar, fiquei tristíssimo, escusado será dizer que não comi.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 12.02.2010 às 21:41

Por isso é que a matança de porcos acontecia muito cedo, ainda estávamos a dormir, o que, aliás ainda acontece, e os frangos e coelhos eram mortos longe de nós- ainda hoje, quando vejo os frangos,e, principalmente, os coelhos, vendidos pela lavradeira, afasto-me.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 12.02.2010 às 22:42

coincidimos em algumas memorias de infância.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 13.02.2010 às 00:01

Fugiu-me o resto do comentário:)
A Província, Daniel :)
Sem imagem de perfil

De mike a 12.02.2010 às 23:45

Gostei muito deste texto, mas fiquei intrigado... já havia livros do Noddy quando a Cristina brincava às casinhas?
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 13.02.2010 às 00:04

Eram muito diferentes dos actuais, Mike: muito mais texto e menos imagens :)

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas