Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Não mata, mas fere.

por Cristina Ribeiro, em 16.02.10

" Faltam umas coisas: uns tiros a torto e a direito, muitas prisões arbitrárias, queimar sedes de jornais e TV's, espancar os padres nas ruas e declarar a guerra a um país qualquer. ", foi o comentário do Nuno Castelo Branco à pergunta  Faltará muito para igualar o lamaçal da 1ª República? , depois de ter falado no mar de corrupção, onde se criou o tão conhecido polvo, que fez este país desviar-se da rota que deixava vislumbrar, ao longe, a bonança depois da tempestade.

É bem verdade que esta III República não traz consigo a violência física da I, mas a falta de moralidade que é a sua marca, é outra forma de violência, que vai deixando as suas marcas até corroer este país por dentro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:05


8 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Barbosa Pinto a 16.02.2010 às 17:04

Nem mais!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 16.02.2010 às 18:20

E não há como desmentir, Pedro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.02.2010 às 17:29

A violência física...ainda se cura...por vezes com medicamento. Agora a outra, aquela a que a Cristina se refere, essa deixa marcas, e não há medicamento que a cure. Está constantemente a ser proferida com a bênção de hipócritas, verdadeiros mentirosos que nem a violência física consegue pôr no lugar.

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 16.02.2010 às 18:23

Quando falta o Sentido de Estado, naqueles a quem confiámos os nossos destinos, está tudo perdido, Educadinha.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.02.2010 às 23:40

Sim Cristina...mas perdido ficará irremediavelmente se não nos mexermos. Cristina, o caminho é sempre em frente, movem-se montanhas, começando-se por remover os pedregulhos. Temos uma história que o prova.

Não sejam derrotistas, pois isso é que os ibererdas, abrantes, os ladrões institucionalizados, querem que sintamos. Eu não sinto isso.

O sentido de Estado cabe-nos ensiná-lo a quem o desconhece, o ridiculariza, o ofende, o desrespeita. Há leis para isso. É possível, eles sentam-se no banco dos arguidos, Cristina, acredite e ficam marcados pelas mamipulações, pelas prescrições. O que é pior qu euma condenação, porque a história fala, tem marcas que ficam para sempre.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 16.02.2010 às 17:57

marcas que poderão vis a ser irreparáveis.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 16.02.2010 às 20:34

Já estamos num ponto sem retorno e dentro em pouco, tudo será possível.
Sem imagem de perfil

De fsantos a 17.02.2010 às 11:11

E note-se que na sinistra I República todos os governantes enchiam a boca com a palavra "Pátria" e não se lhes afigurava minimamente aceitável que esta fosse retalhada. Nesta III nem isso se salvou. Isso e mais a perda de soberania em favor de Bruxelas.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas