Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bangkok: o kharma ao nível das ratazanas

por Nuno Castelo-Branco, em 01.05.10

 

Os chefes do oculto partido comunista "da Tailândia", conseguiram a estulta proeza de numa semana terem atacado as duas instituições que para a esmagadora maioria do povo - inclusivamente aqueles que acampam nas ruas de Bangkok -, são absolutamente indiscutíveis. Além dos ensurdecedores rumores de tentativa de derrube da prestigiada Monarquia, inadvertidamente enxovalharam o outro pilar da sociedade: o budismo.

 

Bem à maneira dos seus especializados precursores do exército de Estaline de 1945, resolveram invadir o Hospital de Chulalongkorn, forçando a uma apressada evacuação do mesmo. Cenas de crianças a sair porta fora dentro de incubadoras, velhos doentes ligados a máquinas de sobrevivência e outras lamentáveis situações do género, atiçaram violentamente uma raiva generalizada que já crepitava em fogo brando. O insondáveis desígnios de Buda ditaram a completa desonra dos agressores, pois para azar destes, um dos evacuados que se encontrava internado, era Sua Santidade Somdet Phra Nyanasamvara, o Supremo Patriarca do Reino.

 

Para o kharma dos bandoleiros baixar ao nível de qualquer ratazana de esgoto, apenas lhes falta "vistoriar" o Hospital onde há meses se encontra internada Sua Majestade Bhumibol Adulyadej, Rama IX, por todos muito justamente cognominado de O Grande.

 

Não admira que a dissidência alastre no acampamento de Ratchaprasong. Tradicionalmente habituados a encontrar sinais que expliquem os acontecimentos nas suas vidas, os pobres camponeses ali encurralados pelo despotismo dos seus caciques, consideram o Rei e o Patriarca, nas alturas do Sétimo Céu. A partir de agora, a maioria terá finalmente visto a pegada de Buda.

 

O ataque ao Hospital Chulalongkorn - nome de Rama V, um dos heróis do país -, não consistiu numa notícia. Foi um acontecimento.

 

* Entretanto e como sempre, os "camaradas de serviço" tentam dar uma mão amiga aos subversivos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:56







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas