Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A idade da inocência já se foi...

por Cristina Ribeiro, em 04.07.10

Dói dizer isto, mas do país já nada espero:

- enquanto os portugueses, vítimas de uma lavagem ao cérebro, que dura já há 36 anos, continuarem a votar nas eternas ramificações de um sistema partidário que, com êxito, se tem empenhado em submergir a nação que tanto custou a levantar aos nossos antepassados - é que o emaranhado entre os vários ramos desse sistema é tal, que, no fim tudo se confunde -, e pensar que não aparece alternativa sem os defeitos enraízados: ou porque uns são a tal ponto extremistas que tememos neles confiar, ou porque o TC não dá hipótese a que julguemos outros projectos.

 

- enquanto tivermos um Chefe de Estado cujas viagens não visem apenas o benefício da nação

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38


8 comentários

Imagem de perfil

De P.F. a 04.07.2010 às 23:52

Quando toda a esperança se desvanece, parece que há um milagre a acontecer. O problema é que há muito o deixámos de merecer.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 05.07.2010 às 00:50

" Há muito deixámos de o merecer ": eis a questão.
Imagem de perfil

De Luísa Correia a 05.07.2010 às 13:55

Eu decidi votar sempre, para ver se mereço o milagre. E não podendo, para já, votar em nenhum «fulano», oriento o meu voto contra uma data de «sicranos». ;-D
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 05.07.2010 às 18:23

E milagreiros à vista, Luísa? Nem com os mais optimistas dos óculos. A minha dose de fé nestes políticos esgotou-se.
Imagem de perfil

De António de Almeida a 05.07.2010 às 17:34

O objectivo do sistema é a manutenção da actual situação...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 05.07.2010 às 18:28

Precisamente, António. Quer o exclusivo da derrocada ( para nós, porque eles até se divertem, mesmo quando fingem ser todos diferentes.).
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.07.2010 às 22:13

Meus caros,

Delicadas Cristina e Luísa,

Peço desculpa...nem sempre a minha expressão é a «ideal», porque temos um diccionário repleto de palavrinhas, palavras e palavrões...que me tentam...estão a ver...tal qual um sapato de salto alto italiano...

Em Portugal a classe política não finge que é diferente. Não pode, meus caros. A côr é sempre castanha, e contrariamente ao que tão doutamente se aventa, as moscas também têm a mesma côr.

Claro está que temos pessoas decentes neste País, e são essas que é necessário elevar, chamar, puxar, empurrar. Agora os bestócrates, os passistas, os rangelistas, os louçanistas e portistas da marisa,`perdoai-me o julgamento....é realmente m...de tomo. Como quem diz, o top model da m...

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 05.07.2010 às 22:32

é isso aí, Educadinha.
Mas, pelos vistos, as instâncias superiores desta nação querem, porque querem, limitar a arena a essas personagens que menciona.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas