Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Please Sir, I want some more...

por Nuno Castelo-Branco, em 03.10.10

O deputado Ricardo Gonçalves, está francamente danado com as medidas de austeridade decididas pelo governo. As que são impostas aos deputados, por exemplo. É que ele e os seus coitadinhos colegas, apenas pode contar ao fim do mês, com um mísero salário de 3.700 Euros. Para os bilhetes de metro e de machimbombo, dão-lhe como saguate, mais 60 Euros diários. Uma republicana ninharia, que sempre poderá ser compensada pela abertura da cantina da Assembleia à noite. Já o estamos a imaginar, qual novo Oliver, lacrimoso, descalço e de gamela na mão: please, Sir, I want some more...

 

Entretanto, agora há quem se desunhe com a aflição destas dias e um deles é Mário Soares, acompanhado por Sampaio, um outro ex-conviva de Belém. Soares diz que ..."a República portuguesa está a atravessar um mau momento, devendo-se este, a um problema europeu". Inacreditável? Então saibam que para o presidente da Fundação homónima, há que apontar o dedo à Monarquia espanhola, que como sabemos, é governada pelo PSOE e que insiste em ser uma desvairada opressora com fábricas no seu território, que exporta, intervém como bem lhe apetece em Portugal e não é um exemplo para ninguém. Adoçando a coisa, acrescenta outros países, como a Itália das quadrilhas republicanas à Scorsese, a Irlanda e crime dos crimes, a pátria francesa, a referência de sempre.

 

Quanto a Sampaio, este opta pelo regresso ao patriotismo, coisa fascizante que julgávamos jamais lhe ter passado pela cabeça. Quer uma "sociedade civil viva" e puxando pela cartinha gaulesa escondida no punho da camisa branca, critica o actual "affairismo" que pontilha a nossa vida pública. Deve saber do que fala, pois sempre o vimos rodeado dos "affairistas" no golfe, nas conferências laudatórias, ou nas banquetadas seguidas de uísque e charuto. Mais "affairista" do que ele próprio, é pernilongo difícil catar seja onde for. Para este inquilino do orçamento, a República é o "sistema de legitimidade democrática", mas também a "autoridade e o anseio de justiça", até porque "os princípios republicanos são de seriedade e honestidade". Viu-se, vê-se! Avisa que apesar de tudo, existem corruptos na República. Se acabou de descobrir a pólvora, pois faça o favor de começar a limpar a sua casa. Sugerimos o recurso aos bons ofícios dos escritórios da Liscont, bem capazes de lhe fornecer uns milhares de contentores. O país agradece, mas a República desaparece, provavelmente de forma bem cómoda, num Mercedes SL blindado, com ar condicionado, GPS, video e bar privativo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:07


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.10.2010 às 14:04

Et la merde pue, je vous dis...
Sem imagem de perfil

De Luís a 03.10.2010 às 22:14

Não tenho palavras para descrever o nojo que senti quando li as declarações desse canalha que se diz deputado. Noutras latitudes não passaria de um pequeno comerciante de má índole.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.10.2010 às 22:48

Ora, então, chame-lhe logo o que ele é: porco.

Comentar post







Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas