Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais uma galambada e um grande momento de Vítor Gaspar

por Samuel de Paiva Pires, em 05.12.11

Para aqueles que diziam que Vítor Gaspar era apenas um tecnocrata, atentem na polidez e no humor refinado com que manda o menino João Galamba dar uma volta ao bilhar grande. Tivessem metade dos nossos políticos um décimo desta classe e a política portuguesa não seria o charco em que os politiqueiros passam a vida a chafurdar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:17


5 comentários

Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 05.12.2011 às 02:05


Este Homem é um Senhor! A Sua Educação é de tal forma desconcertante que a  matriz socretina da mão na anca pula, mas não avança- o outro foi melhor aluno de quê, mesmo? É que nenhum aluno de qualquer área que seja teria um discurso deste nível no Parlamento.
Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 05.12.2011 às 02:05


"nenhum melhor aluno de qualquer área que seja" .)
Sem imagem de perfil

De Abel Santos a 05.12.2011 às 02:37

Galamba, é o animador de serviço do PS, em liguagem circense chamar-se-ia de palhaço, o verdadeiro palhaço, já se fossemos mais atrás no tempo, pode-se também fazer um anacronismo com os bobos da corte.
É de lamentar que seja isto que o PS apresenta de melhor...
Sem imagem de perfil

De O cão que fuma a 05.12.2011 às 12:29


Outra do bobo da corte do PS. Já sabem quem é, né? (http://www.ocaoquefuma.com/2011/12/outra-do-bobo-da-corte-do-ps-ja-sabem.html)

Sem imagem de perfil

De Julio Godinho a 05.01.2012 às 21:15

Simplesmente brilhante, uma lufada de ar fresco a classe de Vitor Gaspar.
Afinal ainda podemos ter Esperança na qualidade de alguns Políticos que tanta falta fazem a Portugal.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas