Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Resumindo e baralhando

por Samuel de Paiva Pires, em 28.02.09

Excelente a súmula de Ana Sá Lopes no ABC do PPM (o negrito é meu):

 

Até agora, o Congresso do PS não serviu para mais nada do que para dar energia à máquina que está obrigada a ganhar as três eleições do ano, uma delas com maioria absoluta. José Sócrates, autoproclamada vítima da maldição justiceira dos media e dos órgãos de investigação criminal que dão crédito a cartas anónimas, alvo inocente de "um qualquer director de jornal" [a taça é disputada entre José António Saraiva e José Manuel Fernandes], de uma televisão (TVI) vai junto do povo - que é quem efectivamente "manda" -para uma operação de resgate de imagem, mas não só. A operação PS 2009 apresenta-se ao eleitorado para resgatar a própria "democracia". Não é pouco o que o secretário-geral colocou agora em jogo para 2009: já não se trata de prosaicamente escolher, nas legislativas, o mais capaz para formar governo. Trata-se de vencer os tais "poderes ocultos" e um delegado apresentou mesmo sugestões para resolver o assunto: alterar as regras na justiça e na comunicação social. A dramatização da "calúnia" e a vitimização do "caluniado" já estão na rua e ameaçam transformar-se no principal eixo da campanha da reeleição.
Ah, Ana Gomes sugeriu que o combate à "campanha negra" passasse então por actuações concretas - assumir o combate ao enriquecimento ilícito proposto por João Cravinho - mas ninguém lhe ligou nenhuma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:46

Blogosfera

por Samuel de Paiva Pires, em 28.02.09

Passam a fazer parte da coluna da direita os blogs 700 milhões e Tribuna.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Aquando da recente ida a Israel,

por Cristina Ribeiro, em 28.02.09

um sobrinho pediu-me lhe trouxesse um mapa antigo de Jerusalém. Trouxe um mapa e uma gravura da cidade antiga, mas, quando cheguei a Portugal, cansada, guardei-os na grande caixa das fotografias, e nunca mais deles me lembrei.

        Quando, no início da tarde de hoje, ele me telefonou- que não me esquecesse do mapa, fui buscá-lo à tal caixa: a perdição!

Com efeito, guardo nela as centenas de fotografias tiradas na época " antes da digital ", fruto do gosto de documentar em imagens todos os passeios: os que fiz só, e os feitos em família; apreciar as alterações por que  cada sobrinho ia passando, de ano para ano; lembrar as circunstâncias em que cada uma tinha sido tirada, e " rever " a terra em que tinha sido tirada.

Depois de todo esse exercício memorialista, que provocou muitos sorrisos, concluo que, depois que comecei a usar a nova máquina, tenho descurado esse trabalho minucioso, mas gratificante, de etiquetar, com todas as referências, cada postalzinho mais ou menos colorido, que fixou cada instante nosso, cada momento meu...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:52

Breaking News!!!

por Samuel de Paiva Pires, em 28.02.09

O cabeça de lista do PS às eleições europeias é Vital Moreira, acaba de ser anunciado por Sócrates. Porreiro pá, é da maneira que ocupará o seu tempo com outras coisas e nos poupa às suas análises e comentários tão característicos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:08

A bolacha integral republicana

por Nuno Castelo-Branco, em 28.02.09

 Ao Sábado, tenho por hábito ir ao café logo pela manhã e hoje tive sorte. Sentou-se ao meu lado um casal que quebrando a tradição de circunspecção da nossa gente, entabulou conversa. De Expresso na mão, o homem lá começou a comentar aquilo que todos ouvimos e sabemos e soube despertar a minha curiosidade com apenas duas frases pronunciadas. Aparentemente contraditórias, contêm em si aquilo que o dito senhor pensa ser uma solução para todos os nossos problemas.

 

Assim, antes de afirmar a necessidade da instauração de um sistema presidencial forte e com plenos poderes executivos, procedeu a uma longa tirada anticapitalista com contornos claramente patrioteiros, clamando por disciplina, culto aos símbolos nacionais, valorização do trabalho e imperiosa necessidade de controlo da imprensa e da televisão por gente capaz de discernir o que tem ou não tem interesse colectivo. Confesso que a certa altura e já bastante confuso, decidi ir ao encontro dos desejos do casal que queria  uma audiência participativa. Duas ou três palavras, um assentimento com a cabeça e um sorriso, operam maravilhas. Fiquei então a saber que a única saída para situação actual, consistirá na atribuição da totalidade dos poderes do primeiro ministro ao presidente da república. Como é evidente, a presidência do conselho de ministros seria garantida pelo Chefe do Estado, desaparecendo aquela outra, tornada excrescência sem efeitos práticos. Apontando para o exemplo soviético e criticando os "erros de cálculo político" do Estado Novo, lá iniciou a parte substancial da ora, oferecendo a sua visão de uma economia sólida e sustentada. Imediata nacionalização de toda a "banca burguesa portuguesa" - como se isso existisse - , estabelecimento de uma lei eleitoral que beneficiasse os partidos que recebam mais de 30% dos sufrágios, podendo concorrer às eleições, aqueles que assinassem a plataforma para a reconstrução do Estado (!); suspensão dos Acordos de Schengen; comunicação a Bruxelas do "início de um período de adaptação da economia nacional", através do estabelecimento de pautas aduaneiras; não cumprimento dos acordos de pescas, quotas de produção no sector agrícola, etc; criação de um Conselho Económico e Financeiro que decida acerca da legislação a ser apresentada ao parlamento (!), no qual terão assento as agremiações sindicais e patronais; fim do limite de mandatos presidenciais; saída de Portugal da estrutura militar da OTAN. Foram estas, algumas das ideias apresentadas, numa plena demonstração de total irrealismo e desconhecimento do mundo em que vivemos. Devo acrescentar que o recurso às palavras socialismo, nacionalismo, autoridade, decência, transparência e serviço público, preencheram qualquer lacuna no discurso. Mais, disse-me "conhecer bem" a doutrina Integralista que apenas peca por ter sido obra de monárquicos, pois em si mesma e no seu ponto de vista, é contraditória (?) nos seus pressupostos, dada a questão da sucessão hereditária. Nem Cavaco, nem Soares, nem Eanes, mas sim um homem "comum, sensato, honesto, amigo do seu amigo (...), modesto, mas sobretudo, distante ". É este o perfil ideal para o salvador, aquele que por simples passe de mágica, será capaz de nos resolver todos os problemas. Olhando provocatoriamente para a minha bandeirinha azul e branca à lapela, rematou: que melhor forma temos nós para comemorar os 100 anos da república?

 

Perante o dilúvio de sandices, respondi: o senhor acabou de provar que o melhor caminho é acabar com ela de vez!

 

Levantei-me, cumprimentei e dirigi-me ao balcão para pagar.

 

Por hoje já chega, pois  participei num longo e exclusivo sketch ao estilo Monty Python.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44

Blá blá blá

por Samuel de Paiva Pires, em 28.02.09

É mais ou menos isso que me importa e que retive do discurso do grande líder Kim-Il..perdão, José Sócrates. "Sou uma vítima, é só calúnias, difamações, campanhas negras blá blá blá...", com uma demagogia moralista que enjoa qualquer um.

 

Pelo meio aparece um senhor, salvo erro, Arons de Carvalho (não sei bem se é assim que se escreve o seu nome), a dizer que os jornalistas e especialmente a TVI são uma dessas tais "forças ocultas". Eu não aprecio particularmente a TVI, mas há que reconhecer mérito a quem se assume contra a ditadura do pensamento único vigente, como se o PS e Sócrates fossem os donos absolutos do país. E é a isso que se chama democracia, que tem numa das suas principais forças aquilo que se denomina por oposição.

 

Também acho interessante notar que quando Pacheco Pereira ou Manuela Ferreira Leite criticam os critérios de selecção editorial dos jornalistas aparecem várias vozes a clamar pela liberdade de expressão, no entanto, quando o PS que, enquanto governo, controla uma televisão, o faz, muitas das tais vozes não se fazem ouvir. Por mim continuo a achar que nos devíamos deixar do alegado dogma parco de autenticidade da "imparcialidade jornalística", e agir como nos Estados Unidos, ou seja, cada meio de comunicação social apoia os políticos que pretende e declaradamente alinha-se com quem bem pretende no espectro político-partidário. Dessa forma todos saberíamos sempre com o que contar quando lemos ou ouvimos determinados meios de comunicação social, e esses deixariam de ser alvos do tipo de críticas que acima indiquei. Mas como Portugal é um daqueles países onde o politicamente correcto faz escola, mesmo que a realidade substancial não corresponda à forma, lá vamos tendo que aturar certas demagogias.

 

Já agora, é interessante notar as crescentes vozes dissonantes dentro do PS. Quando deixarem de ser governo provavelmente assistiremos a uma série de cisões internas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:05

Naquela altura as esperanças nos partidos

por Cristina Ribeiro, em 28.02.09

 

estavam ainda intactas.

É ´certo que para o meu pai o CDS nunca passou de " um mal menor ", mas os meus irmãos viam-no como algo de redentor, tal como aconteceria comigo mais tarde, até que fui confrontada com a evidência de que " são todos iguais ".

Naquele dia ( de 1975 ou 76? ) ia haver um comício no Teatro Jordão, em Guimarães. As ameaças a quem nele participasse sucediam-se. Foi pois com grande apreensão que a minha mãe, eu e as minhas irmãs, os vimos sair.

Algum tempo depois tocou o telefone: era um amigo, que vivia na rua do Teatro, dizendo-nos que aquilo estava um pandemónio. Cheias de medo, ouvíamos os tiros, que se sucediam sem intervalo.

Só descansámos quando os vimos- já muito pela madrugada dentro - entrar em casa, altura em que nos puseram a par das cenas Far-Westianas por que tinham passado.

Convenci-me nessa altura de que em Portugal se estava a brincar à democracia...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:57

Hoje fui até outras paragens

por Samuel de Paiva Pires, em 28.02.09

 

A convite da Ana Vidal, fui dar um pulinho à sua Porta do Vento, de onde "roubei" a imagem acima.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:54

Boa Noite!

por Cristina Ribeiro, em 28.02.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12

De Pinhel, " cidade magnífica ", fala

por Cristina Ribeiro, em 27.02.09

 

 

o João Pedro.

Visitámos a cidade noutro Outono- tudo é bonito no Outono-, quando, saindo já do Distrito da Guarda, empreendemos o  caminho  para Viseu.

Famosa por sempre ter recusado obediência a outro senhor, que não a El-Rei, esta cidade, cujo nome advirá do facto de na região haver muitos pinheiros, é conhecida por Cidade do Falcão, desde que a mascote do exército de Castela passou, depois que lhe foi subtraída por um grupo de pinhelenses,  a integrar o seu brasão.

          Cidade magnífica, na verdade...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16

As coisinhas do costume...

por Nuno Castelo-Branco, em 27.02.09

 

Como nada há de relevante em que pensar, discutir ou decidir, o tema de fim de semana é a ausência do 1º ministro na cimeira em Bruxelas. Como se a actual situação do país, cujos "males de longe vêm" - no sempre presente dito de S. M. D. Carlos I -, não fosse mais importante que a figuração en partenaire numa fotografia de circunstância. Mesmo permanecendo em Portugal devido ao congresso do Partido Socialista, qualquer assunto de relevância nacional, deve sobrepor-se a cimeiras de corpo presente, onde tudo já foi discutido e decidido por outrem. Neste aspecto, o eng. José Sócrates fez o que devia ser feito, até porque já é hora de Portugal se preocupar com outras áreas geográficas onde poderá cumprir plenamente o seu destino. Aliás, como ultramarino, não me esqueço dos nossos actuais amigos que tanto contribuiram ao longo de treze anos, para que nas diversas frentes os portugueses fossem atacados, desde o chavascal da assembleia geral da ONU, até ao mato em África: Suécia, Noruega, Dinamarca, Holanda, Finlândia, Polónia, Hungria, Checoslováquia, Roménia, Bulgária, eis alguns entre muitos outros, prestimosos benfeitores amigos da onça. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

Disse a minha mãe depois de ter conhecido o Diogo, amigo do meu sobrinho Zé Miguel, e de quem disse gostaria de o ter por neto.

            Este é um caso de amizade que tem dado frutos muito salutares- claro que de nada valeria se o Zé não fosse gente boa, de boa índole, mas nota-se que o facto de ter amigos assim, porque os soube escolher, e estes viram nele uma Pessoa ( P grande ), tem enriquecido uma vida já de si propensa ao Bem.

Com 21 anos, vai encontrar-se, durante a Semana Santa, com outros jovens, em Roma, no encontro, promovido pelo ICU, o UNIV, este  ano  dominado pelo tema « Universitas, um saber sem fronteiras ».

 

Como voluntário, este sobrinho, que estuda na Universidade do Minho, ajuda os mais desfavorecidos, dando-lhes explicações, e alegrando-lhes a existência, ao realizar com eles actividades ao ar livre, como sucedeu recentemente na Serra da Cabreira.

                        E não se fica por aí: levou o irmão, o João Pedro, com menos dois anos, a seguir-lhe as pisadas neste dar-se aos outros...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:42

Bom dia (tarde...)!

por Samuel de Paiva Pires, em 27.02.09

Excelente o recente cd de Roberto Carlos e Caetano Veloso em que interpretam 16 músicas de Tom Jobim, em comemoração dos 50 anos da Bossa Nova. Aqui fica a belíssima "Teresa da Praia":

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Boa Noite!

por Cristina Ribeiro, em 27.02.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Em destaque

por Samuel de Paiva Pires, em 26.02.09

 

 

Sendo parte directamente interessada no projecto que aqui deixo por ora em destaque, ficam desde já convidados todos os leitores a visitar o blog oficial da Comissão Portuguesa do Atlântico e da Associação da Juventude Portuguesa do Atlântico (CPA/AJPA), que está também no Twitter, e cujo primeiro número da recentemente lançada Newsletter pode ser encontrado aqui. Para além da divulgação dos diversos eventos desenvolvidos pela CPA/AJPA  ou por outras organizações como a Atlantic Treaty Association ou a Youth Atlantic Treaty Association (que tem o seu blog aqui), poderão também encontrar no blog da CPA/AJPA artigos e breves comentários no que respeita às áreas da Segurança e Defesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:41

Blogosfera

por Samuel de Paiva Pires, em 26.02.09

Entram directamente para a coluna ali da direita os blogs + Témporas, da Aaoiue, Common Sense, do meu colega ISCSPiano Joel Galvão, Duas ou três coisas, do Embaixador Português em Paris, Francisco Seixas da Costa e Visto de Bangkok, de Nuno Caldeira da Silva na Representação da Comissão Europeia na Tailândia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:25

Como das outras vezes, instaláramos o quartel general

por Cristina Ribeiro, em 26.02.09

na pousada da Senhora das Neves, em Almeida. Era o fim-de-semana prolongado do 1º de Dezembro, e íamos visitar alguns dos lugares onde se tinham desenrolado embates decisivos da Guerra da Restauração, como Castelo Rodrigo, onde as gentes da Beira sobressaíram na batalha da Salgadela.

Visitámos outras  Aldeias Históricas, entre as quais a de Castelo Mendo. Vazia nas suas ruas  lindamente empedradas, onde só vimos alguns cães, que por ali vagueavam, encontrámo-la bonita, com belíssimas  casas de granito, com uma bem preservada muralha do tempo de D. Sancho II, reforçada no reinado de D. Dinis, começou por deixar uma boa impressão no grupo alargado de uma vasta família,protegida contra os rigores de um Inverno que ainda não tinha chegado, mas que ali se fazia sentir já.

               Essa impressão  idílica, porém, iria ser assombrada pouco depois, com a visão de uma rapariguinha que, debaixo de um vento gélido, pastoreava uma vaca, certamente alheada da beleza que acabara de nos deliciar.

Lembro de ter pensado que, tivesse ela oportunidade, e logo voltaria as costas àquela terra que só os forasteiros podiam ver com lentes cor-de-rosa.

Um retrato eloquente dessa macrocefalia de que fala o Pedro...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28

Porque o penso muito pertinente,

por Cristina Ribeiro, em 26.02.09

transcrevo aqui um comentário do Pedro Félix: « Podemos de facto estabelecer diferenças de mentalidades., Não vou recorrer ao relativismo cultural de que não há culturas superiores ou inferiores. Aliás, o isolamento e as adversidades em que muitos compatriotas nossos vivem dão origem a actos e mentalidades deploráveis. Tal deve-se não a quem aí vive, mas sim a um sistema macrocéfalo que vota ao esquecimento e abandono boa parte do país denominada de " província ", cujo povo são os " bimbos ". Porém são esses " bimbos " que têm alimentado com o fruto do seu trabalho a urbanidade dos cosmopolitas. E as assimetrias têm aumentado há pouco mais de três décadas, não obstante a calafetagem paga pela UE e os sinais exteriores de prosperidade que os " ditos saloios " vão apresentando, pois ao consumismo adere-se mais facilmente do que a livros de história de arte, com ou sem passarinhas ao léu na capa »

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:13

Boa noite

por Cristina Ribeiro, em 26.02.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:38

Incidentalmente, quando fazia uma outra busca,

por Cristina Ribeiro, em 26.02.09

 

deparei com o facto de, já no próximo mês de Março, passarem oito anos sobre o crime de lesa-património mundial perpetrado pelo governo fundamentalista do Afeganistão, taliban, ao mandar dinamitar os Budas gigantes do vale de Bamiyan.

Terá sido esse o pontapé de saída, pelo menos com repercussões no exterior, de toda uma série de actos bárbaros  de uma doutrina que, como qualquer fundamentalismo, mais não é que um passo gigantesco na corrida para o niilismo em que a humanidade parece comprazer-se...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:41

Pág. 1/10







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds