Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Retomo a leitura

por Cristina Ribeiro, em 21.09.08

das «Crónicas» de António José Saraiva, interrompida há tempos, e detenho-me no trecho: " Nunca se viu uma crise económica gerar uma crise moral ou espiritual. O contrário é que é verdadeiro. É sempre a falta de " tónus" moral, a falta de espírito de iniciativa, a falta de confiança em si próprio, a falta de entusiasmo que geram o fracasso(...). Na nossa história, aliás, temos o exemplo disto. Nunca a situação económica de Portugal foi tão catastrófica como na época de D. João I. O País estava em guerra de sobrevivência: os fidalgos que possuíam parte da riqueza tinham emigrado em grande número para Castela; o comércio estava interrompido pela guerra. Todavia, nessa época manifestou-se um Fernão Lopes, construiu-se o mosteiro da Batalha, ganhavam-se duas das batalhas mais importantes da nossa história, Aljubarrota e Ceuta, existiu a Corte mais culta que houve em Portugal.

Se a teoria da " crise económica que gera a crise moral" fosse verdadeira, Portugal não seria independente desde o século XIV".

      E interrogo-me: nesta nossa época, em que estamos a passar uma crise económica, seremos nós capazes de emular os nossos avós, "passando ainda além da Taprobana", teremos nós o valor suficiente, seremos merecedores do seu testemunho, ou a crise moral , que já vai grassando, levará a melhor?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42


13 comentários

Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 21.09.2008 às 19:45

Uma grande verdade, Cristina. Já agora, diga-me se esse livro contém um fabuloso artigo intitulado O Fim do Regime. Se tiver, tente publicá-lo aqui no E.S. É muito bom , mas foi uma pena o AJS não o ter concluído de forma lógica e que seria de esperar. Escrevi-lha a dizer isso mesmo, mas jamais respondeu.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 21.09.2008 às 22:00

É um livro com muito "sumo", Nuno, cheio de incursões pela História, Cultura e Política, e aqui a ênfase vai para a desilusão e pessimismo quanto ao futuro, mas não encontro o artigo de que fala...
Sem imagem de perfil

De mike a 21.09.2008 às 20:05

Levará a melhor!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 21.09.2008 às 22:03

Pelo menos, Mike, não vejo " garra" para a debelar...
Sem imagem de perfil

De JuliaML a 21.09.2008 às 22:34


e fiquei-me a olhar o escrito...

é bem verdade, Cristina...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 23.09.2008 às 00:11

Júlia, temos de fazer como eles:arregaçar as mangas, apesar dos fracos homens do leme...
Sem imagem de perfil

De carlosbarbosaoli a 21.09.2008 às 23:13

Apesar de tudo, confio que as coisas se vão alterar para melhor e que a crise de que fala seá ultrapassada.Acredito na capacidade dos jovens em modificar o rumo das cosas e inverter tendências.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 23.09.2008 às 00:13

Uma injecção de optimismo é sempre bem-vinda,Carlos...
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 22.09.2008 às 01:28

"seremos nós capazes de emular os nossos avós, "passando ainda além da Taprobana", teremos nós o valor suficiente, seremos merecedores do seu testemunho"

Gostava de lhe dizer que sim Cristina, e também gostava de acreditar no que escreve o Carlos. Infelizmente os jovens de valor e com capacidade para realmente mudar as coisas de forma positiva parecem-me cada vez menos, e cada vez mais querem é sair do país. Como eu, passe a imodéstia, e outros poucos colegas, amigos e provavelmente mais uns quantos ilustres desconhecidos, no meio de tanta gente que pouco mais se preocupa do que com a imagem, os namoros, os carros, a roupa, as festas, o emprego concedido pela partidarite e o temor reverencial ao chefe situacionista etc etc
Sem imagem de perfil

De Luísa a 22.09.2008 às 03:28

Os portugueses vão a todo o lado, Cristina, se tiverem o que actualmente não têm (mas já tiveram noutros tempos): um líder que reconheçam e uma orientação que compreendam. Um navio sem comandante e sem bússola só por milagre não perde o rumo e não fica pelo caminho, por muito mérito que tenham os marinheiros. :-)
Sem imagem de perfil

De Once a 22.09.2008 às 12:48

acredito que sim querida Amiga, que seremos capazes, perdoe-me a utopia .. e acho que já não terei mais esperança e estarei às portas da morte quando deixar de acreditar.

fantástica esta sua reflexão *

Imagem de perfil

De António de Almeida a 22.09.2008 às 18:37

Algo se perdeu no espírito de iniciativa português ao longo dos séculos, de procurarmos o nosso destino, passamos à espera dos fundos europeus, do estado, dum empréstimo ou duma herança, sempre com esperança no totoloto ou no euromilhões Mas pouco fazemos por nós próprios enquanto povo, no entanto os que saem do país, mal passam a fronteira, voltam a ter espírito de iniciativa, são empreendedores.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 23.09.2008 às 01:15

Num post acima faço eco do optimismo do Carlos, Luísa, Once(*obrigada!) e António. Optimismo que também quero fazer meu, apesar dos pesares...

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas