Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Varsóvia - Palácio de Wilanów

por Paulo Soska Oliveira, em 04.10.08

Palácio de Wilanow, Varsovia - I

 

Varsóvia - Palácio de Wilanów II

 

Palácio de Wilanów, Varsóvia III

 

O Palácio de Wilanów é um dos mais preciosos monumentos da cultura polaca.
Tendo sido construído como residência de Verão do rei polaco Jan III Sobieski [ libertador de Viena, aquando do Cerco Otomano em 1683] no final do século XVII, sobreviveu praticamente intacto às três partições da Polónia (1772, 1793, 1795) e a todas as guerras desde a sua fundação. Escapou à devastação da Segunda Conflagração Mundial apenas por estar localizado fora do centro de Varsóvia (à altura, fora da capital).

 

A sua arquitectura é peculiar - alia o barroco europeu à então condicionante polaca e foi ampliado pelos seus sucessivos proprietários (a monarquia polaca era Constitucional e Eleitoral).

 

Pessoalmente, faz-me lembrar o Palácio de Seteais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:38


3 comentários

Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 04.10.2008 às 17:29

Magnífico e bem ao gosto da Europa Central. Em pouco pequeno, faz-me lembrar Shoenbrunn de Viena. Soska, aproveita para nos ires mostrando um pouco da Polónia, que para a imensa maioria das pessoas, é uma grande desconhecida...
Abraço do
Nuno
Imagem de perfil

De Paulo Soska Oliveira a 04.10.2008 às 19:59

:)
Nem me tinha lembrado de Schönbrunn.
Agora que falas nisso, até é possível que tenham sofrido influências mútuas, dado que o arquitecto-chefe de Wilanów também era Austríaco.

Belas caminhadas este Verão por Viena :)
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 04.10.2008 às 17:33

Lindo, Paulo!

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas