Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quando, ao fim da tarde,

por Cristina Ribeiro, em 07.11.08

descia a Falperra, lá por alturas da igreja de Santa Maria Madalena dei comigo a pensar que  alguma coisa estava diferente. Olhei melhor e reparei que a zona estava limpa dos eucaliptos que até há bem pouco tempo grassavam no monte, e me faziam soltar uma praga, sempre que por ali passava.

Será que quem tem responsabilidades nesse campo está a acordar finalmente, deixando que num lugar daqueles apenas se vejam as árvores autóctones, o sobreiro e o carvalho?

Oxalá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43


13 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.11.2008 às 00:51

Sua sortuda, com essa bela mata aí tão perto!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 01:06

Olá Pedro.
Convidado para um piquenique :)
Sem imagem de perfil

De JuliaML a 08.11.2008 às 00:51

antigamente, Cristina, os pobres iam à lenha aos pnihais, apanhavam carqueja, apanhavam a caruma, para o fogão e para se aquecerem, acabavam por limpar os caminhos, de forma natural.

Oxalá!..mas acordaram tarde...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 01:12

Exactamente, Júlia. E ainda temos pessoas na aldeia- os mais velhos mas também os filhos de alguns deles, que lhes seguem as pisadas-que fazem esse aproveitamento, mas os poluidores são em muito maior número...
Sem imagem de perfil

De Luísa a 08.11.2008 às 01:31

Não consigo deixar de ter, pelo eucalipto, uma certa simpatia, Cristina. É uma árvore sobrevivente, que cheira bem e que, tanto quanto sei, afugenta os mosquitos. Uma vez, plantei um na minha varanda, num vasinho minúsculo, mas, em menos de três meses, batia na varanda de cima e tive de o transferir para outras amplitudes. Também sei que tem os seus terrenos próprios, e esses do castanheiro e do sobreiro não são certamente os adequados. :-)
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 11:14

Um eucalipto é bom- na casa dos meus pais há um enorme, que exala um perfume fresco-, Luísa, mas quando se torna praga, e invade uma paisagem onde não é natural...
Sem imagem de perfil

De Joana a 08.11.2008 às 18:55

O senão é que esse perfume é terrível para a fauna endémica. Muitos dos animais não suportam o cheiro do eucalipto e são obrigados a deslocar-se no espaço . Já para não dizer que os eucaliptos bebem água aos litros, prejudicando a hidratação da restante flora...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 20:04

E o grande problema, Joana, é que tratando-se de uma árvore de crescimento rápido, torna-se num negócio muito lucrativo para os madeireiros, que estragam a flora natural da região.
Sem imagem de perfil

De Margarida Pereira a 08.11.2008 às 12:50

Essa do pic-nic é para valer?...
Já tinha pensado que deveríamos equacionar um 'rendez-vous' qualquer, à laia daqueles encontros 'bloguísticos-pândegos' que sucedem mais a sul...
A malta levava farnel, termos com chá e café e um rádio a pilhas...
:))
Havia os discursos dos 'inflamados' e umas declamações poéticas, um bailarico improvisado, caricaturas pelo Artista residente, trocas de telefones e mimos.
Ia ser lindo...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 15:55

Era giro, Margarida, se era! E, depois dormir à sombra dos sobreiros (sim, porque não haveria de fazer-se com chuva! ) :)
Imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 08.11.2008 às 21:55

Querida Cristina,
dou-Lhe a minha interpretação:
com as dificuldades de relacionamento surgidas ultimamente entre o Governo e o Presidente, o Sr. Sócrates deve ter-se lembrado da comparação do Prof. Cavaco com o eucalipto que tudo seca e resolveu mandar arrancar o que podia...
Beijo
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.11.2008 às 22:35

Pena que não funcione com os dois intervenientes na questão: arrancarem-se cada um deles pela raiz- talvez a natureza-que um país também a tem- encontrasse terreno livre para crescer...
Beijo
Sem imagem de perfil

De Cassiana Martins a 13.01.2009 às 14:43

Cara Cristina;
Realmente os eucaliptos, qd náo são controlados são umas verdadeiras pragas que se espalham rapidamente e matam a flora autoctone!
Neste caso, não foi propriamente um acto q piedade pelo resto da flora da mata da Falperra.
Foi sim um atentado ao património cultural, que desbastou idiscrimindamente todas as arvores sem excepçao!!!
Se repararem foi motivo de noticia, e os culpados foram chamados a responder perante as autoridades.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas