Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O que vi em Israel

por Cristina Ribeiro, em 20.12.08

Era noite já, quando fui ao Muro das Lamentações. A iluminação, num amarelo suave, convidava à meditação, ao recolhimento. E foi muito emotivo ver todas aquelas pessoas, de credos religiosos diversos, encontrarem-se no que de essencial pode unir o ser humano: dirigindo-se a um Deus que só pode ser único, não obstante as divisões que nós, os que por cá andamos, insistimos suicidária ,e tolamente, em manter, de uma forma insana, como nos é próprio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:06


16 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 20.12.2008 às 16:00

Continue, continue, menina Cristina. :-)
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.12.2008 às 19:30

Que tal pensarmos noutra excursão, Mike? :)
Sem imagem de perfil

De Margarida Pereira a 20.12.2008 às 17:45

... estou a amar essa viagem...
E a Cristininha tem o ar mais doce do mundo!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.12.2008 às 19:33

...e convidamos a Margarida :)
É uma querida, é o que é!
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 20.12.2008 às 18:15

... e a Cristina a ficar danada comigo,

porque,

digo que ... o Akhenaton amarrou a coisa bem amarrada, o Moisés abarbatou-a e a história fez o resto. Questões de reciclagem...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.12.2008 às 19:41

Ó Nuno, tem de se esforçar mais para que fique danada consigo :)
Sem imagem de perfil

De Aaoiue a 20.12.2008 às 18:24

Cristina, de nombre tan cristiano, a veces algunas personas perseguimos el amparo de ese Dios común de los monoteístas como cuando un perro busca desconsoladamente a un amo.
Bella experiencia.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.12.2008 às 19:47

Si, que lo ha sido, Aaoiue. Mucho.
Imagem de perfil

De António de Almeida a 20.12.2008 às 22:13

-Curiosidade minha, dá para perceber algum sentimento de insegurança na rua, ou pelo contrário não pensam em actos de terrorismo? Porque sei existirem muitos árabes em Jerusalém, percebe-se alguma separação religiosa? Ou pelo contrário, a cidade é multicultural? Se é que teve tempo para analisar algo sobre este assunto, uma vez que escreveu não ter sido turismo o objectivo primeiro da visita. Espero que tenha apreciado a estadia, vou acompanhar a série de posts que está a colocar.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 20.12.2008 às 22:31

António: surpreendeu-me o ambiente pacífico nos três locais que visitei- Jerusalém, Tel-Aviv e Jafa. As pessoas, e isso nota-se- sentem-se protegidas, e assisti a um convívio muito " leve " entre Árabes ( mulheres com o lenço islâmico ) e Judeus- muita pena não ser assim naquela região toda...
Imagem de perfil

De João de Brecht a 21.12.2008 às 06:58

Adorava ir a Israel... Mas já é bom poder ter um cheirinho pelas fotografias da Cristina. Um beijinho!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 21.12.2008 às 08:34

Beijinho, João,
Logo que possa, vá.
As expectativas foram largamente suplantadas.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 21.12.2008 às 11:14

Gostavas era de ir para a folia em Telavive, isso sim!
Imagem de perfil

De João de Brecht a 21.12.2008 às 11:25

"Pobre Estudante não tem tempo para tudo
Primeiro a boémia, depois o estudo!"

É obvio que a folia seria uma constante, mas é a parte cultural e histórica que me fascina por aquelas bandas!
Sem imagem de perfil

De Helena Branco a 21.12.2008 às 10:18

Obrigada pelas lágrimas do mundo a que me junto em "estado sentido" no seu nosso muro das lamentações ...que temos de erguer mais alto e por por obra...Não tenho estado visível mas...já me unem laços a tão sensível alma" cibernética" que tão atenta está ao que se passa à volta e nos dá a conhecer em colherinhas de beleza sentimento e boa disposição até Obrigada!

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas