Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pronto, Samuel,

por Cristina Ribeiro, em 17.01.09

então ficamos nesse pé (  quando nos cansarmos mudamos para o outro :) ): continuo a achar que aquilo a que normalmente se chama " solidariedade masculina " não é mais do que cumplicidade entre machos, que foi facilitada pelas razões aduzidas pela Luísa, mas que se estão a estender à outra parte, que é a nossa, e, como também opina a Patti, a verdadeira solidariedade não é apanágio de um dos sexos, apenas..

 

Quanto ao que noutro post ajunta o Mike, e, antes, a Júlia, parece-me verdade que o homem pode ser o maior amigo da mulher, mas que há por aí uns sacanas, como demonstra este testemunho, ai isso há.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:48


25 comentários

Sem imagem de perfil

De mike a 18.01.2009 às 00:57

Não é apanágio de um dos sexos apenas, mas é mais de um que de outro. ;-)
(E eu a deitar lenha para a fogueira) :-)
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 18.01.2009 às 01:00

Eheheh Mike ainda vamos ser obrigados a reagrupar as tropas...
Sem imagem de perfil

De mike a 18.01.2009 às 01:20

Nós ainda conseguiríamos reagrupar as tropas, Samuel. Já as senhoras, com a solidariedade delas... (riso abafado... que me vai custar caro)
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 18.01.2009 às 01:26

Ui, agora é que vai cair o Carmo e a Trindade... :p)
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 18.01.2009 às 20:23

Ah, Mike! Isso, ainda o não disseram três doutores :)
Sem imagem de perfil

De Luísa a 18.01.2009 às 03:57

Aqui vai a palavra final... e o último a rir é o que ri melhor! Em tempo de valores tão duvidosos, meus caros Mike (provocador) e Samuel (mais cauteloso), se as mulheres não ganharam essa solidariedade de que falamos, os homens estão em vias de a perder. As coisas já não são o que eram, e assim como a mulher se masculinizou um pouco, ganhando experiência, independência, e apostando numa certa coesão e solidariedade, o homem feminizou-se no seu crescente contacto sócio-profissional com as mulheres e as ondas «pacifisto-femininas» que varrem o planeta, perdendo circunspecção, «panache»… e algum espírito de corpo ou solidariedade. (Excepciono, naturalmente, os Homens da minha blogosfera, que ainda vejo com um «H» muito grande). Esta tendência parece-me relativamente irreversível, pelo que, meus Amigos, convém que cuidemos das próximas fornadas de rapazes que dermos ao mundo. ;-D
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 18.01.2009 às 11:30

Ouviram, meus senhores? A coisa não podia ser posta em termos mais claros. Cuidem-se, porque já nada é como era ....
Sem imagem de perfil

De patti a 18.01.2009 às 22:08

E depois Luísa, ainda há aqueles (a maioria) que em casos de desabafos mais íntimos, abrir de corações, confissões de verdadeiros adolescentes e desafogos do âmago, raramente recorrem ao grande amigo dos copos ou da bola.
É a nós mulheres que eles quase sempre recorrem para tais inaugurações da alma: as amigAs!
Sem imagem de perfil

De Luísa a 18.01.2009 às 04:00

P.S.: Não me pronuncio sobre o tema da amizade entre homens e mulheres porque o próprio sentimento de amizade é já para mim um grande mistério. ;-)
Sem imagem de perfil

De Luísa a 18.01.2009 às 04:53

E se com esta não conseguirmos «arrumá-los», minha querida Cristina, lá teremos de reagrupar as nossas tropas também. ;-D
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 18.01.2009 às 11:35

Esperemos uma tréplica por parte dos cavalheiros, Luísa, e então veremos se temos de orientar a estratégia num sentido mais bélico :)
Sem imagem de perfil

De mike a 18.01.2009 às 13:33

O Samuel terá que falar por ele, assim como a Luísa e a Cristina, mas eu já não conto trazer mais fornadas de rapazes ao mundo. A Luísa tem alguma razão no que diz quando menciona a incontornável evolução das espécies, mas a questão da solidariedade é endémica, faz parte do ADN... dos homens. (risos)
Do ADN das mulheres fazem parte muitas coisas absolutamente e reconhecidamente fantásticas, mas nenhuma delas é a solidariedade feminina. E isso, Luísa e Cristina, até se pode mudar com o tempo, muito tempo, não com cuidado nas novas fornadas de rapazes.
Samuel, creio que podemos faxinar o armamento. Vai uma cervejinha? É que nós somos desses homens de que a Luísa fala... com H.
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 18.01.2009 às 14:32

Creio que a Luísa terá em grande parte razão, mas tal como o Mike refere, a solidariedade masculina é endémica, basta ver que desde sempre os homens têm governado o mundo... (risos)
Bom e aceito a sugestão do Mike, tomando em apreço o elogio da Luísa, só podemos desarmar e relaxar :p)
Sem imagem de perfil

De Joana a 18.01.2009 às 15:34

Em nome da solidariedade feminina associo-me às senhoras deste blogue e aproveito para fazer uma pequena correcção :

«[...] os homens têm DESgovernado o mundo...[...]»

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 18.01.2009 às 15:45

Nem mais, Joana.
Muito bem-vinda às hostes :)
Sem imagem de perfil

De Joana a 18.01.2009 às 18:03

Obrigada, Cristina! :-)
Sem imagem de perfil

De Moscatel Apocaliscspiano a 18.01.2009 às 16:20

LOOL Joana, os que pior governaram foram os que tiveram por trás mulheres do piorio :p)
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 18.01.2009 às 16:24

Joana, sou forçado a concordar com este meu colega ISCSPiano, pelo menos em relação a alguns casos de ditadorzecas, mas Moscatel, atenção às generalizações!
Sem imagem de perfil

De Joana a 18.01.2009 às 18:06

Mmmmmm... O que o ditado diz é que atrás de um grande homem há sempre uma grande mulher! ;-)
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 18.01.2009 às 18:10

O Nuno é que sabe bem mais sobre este assunto do que eu, como é natural, mas consta que as mulheres do Mao ou do Ceausescu não eram flores que se cheirassem...AH e ali em cima eu queria dizer "ditadorzecos", o masculino da palavra, não o feminino como involuntariamente saiu :p) Um beijinho
Sem imagem de perfil

De Joana a 18.01.2009 às 18:33

Pois, mas ditador não é sinónimo de grande homem...
Sem imagem de perfil

De mike a 18.01.2009 às 23:29

Ena, o que para aqui vai... peço desculpas ao Samuel, que num momento de relaxe da minha parte, soube pegar nas tropas e enfrentar estoicamente o "inimigo". Obrigado, companheiro d'armas. É que se por trás de um grande homem está sempre uma grande mulher e os homens desgovernaram o mundo... conclua a Joana... (risos)
Aliás esta caixa de comentários fala por si. Não fosse a Joana a excepção e a solidariedade feminina deixava a Cristina entregue às feras. (mais risos)
(Eu, partindo e assobiando para o ar).
Sem imagem de perfil

De Luísa a 19.01.2009 às 01:27

Entregue às feras, Mike? Julgava que era entregue a homens com um H grande - por outras palavras, a excepções à regra; ou, ainda por outras palavras, a cavalheiros. ;-D
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 19.01.2009 às 22:47

Andamos todas enganadas, Luísa, é o que é :)
Sem imagem de perfil

De mike a 19.01.2009 às 23:05

Touché, Luísa. ;D

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas