Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O quitoso Rafael Medina afronta Carlos de Gales

por Nuno Castelo-Branco, em 16.03.09

 Tivessemos nós um chefe de Estado dinástico e não se teria cometido em Portugal um décimo das tropelias e vergonhas que o falso desenvolvimentismo cavaquiano perpetrou contra a integridade da paisagem portuguesa ao longo desses dez anos em que patos-bravos da construção, da comunicação e do "ensino" cometeram atentados irreparáveis contra o ethos do povo. É por isso que não querem ouvir falar em monarquia: querem, sim, umas barbies tolas, uns banqueiros a brincar ao fino, umas charutadas em casinos, umas vilas estilo D. João V, muito popó de alta cilindrada. São, no fundo, os pirosos, os atrevidos, os imbecis e os alarves que também sonham, à sua maneira, em ser reis de qualquer coisa. Só que essas realezas compradas são, sempre, inimigas das pessoas comuns.

 

Ver com atenção em http://www.youtube.com/watch?v=M2Cqo1Aksv4


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30


6 comentários

Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 16.03.2009 às 16:40

O príncipe Carlos deve ter suspirado de alívio. Não regressará a Londres com comichão na cabeça.
Sem imagem de perfil

De De Puta Madre a 16.03.2009 às 17:09

Nuno:
venho deixar o desafio: para a integrares a corrente Literária: O que diz a 5ª frase da pág 161 do Livro que esás a ler?
Y oodes espreitar minha frase y convite aqui: http://f-se.blogspot.com/2009/03/f-se-acorrentados-ao-tempo.html

.....
PS.: Tenho novas para te mailar ;)
Sem imagem de perfil

De De Puta Madre a 16.03.2009 às 17:11

O Erotismo do George Bataille explica bem este fenómeno.
Sem imagem de perfil

De LUIS BARATA a 16.03.2009 às 20:32

Delegou no seu vice-presidente a recepção ao Príncipe de Gales e à Duquesa da Cornualha, que visitam a América do Sul por ocasião dos centenários darwinianos. Supostamente, porque "era o seu único dia de folga"...
Mas que estadista...
Sem imagem de perfil

De editor69 a 17.03.2009 às 01:06

Como se chama mesmo o quitoso?
Pois...
daqui a 10 ou 15 ou 50 anos...nem no país dele será lembrado quanto mais no resto do mundo...
anões de salto alto é o que não falta por aí!
Sem imagem de perfil

De Miguel Neto a 17.03.2009 às 12:14

Já tinha lido no "Combustões". Quando os grunhos chegam ao poder normalmente exercem-no em função de si e para si próprios, raramente sentindo-se representantes de todo o seu povo, de toda a sua História passada, presente e futura, de todos os seus interesses e com elevação.

A sua influencia, o seu papel na História terá uma dimensão pequenina, efémera, do tamanho da sua existência e do seu mandato. Estes "pequenos" episódios evidenciam-no.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas