Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

(imagem roubada ao defunto Coliseu)

 

É ler na íntegra este post no Lisboa S.O.S.:

 

Quatro partidos afixaram propaganda no Marquês de Pombal. O vereador quer tirá-los. Muito bem, achamos bem. O IGESPAR também acha bem. Diz que é uma «zona sensível da cidade», que o Marquês tem «características específicas». Muito bem. Mas, espera lá... Onde estavam o Zé e o IGESPAR quando a TMN colocou umas bolas gigantescas no Marquês de Pombal? Quando a Avenida da Liberdade foi fechada para fazer uma demonstração de Fórmula Um? Quando a Praça das Flores foi fechada para publicidade a uma marca automóvel? Quando o Terreiro do Paço foi invadido por bolas gigantescas da TMN? Quando o Saldanha foi inundado de bandeiras da Coca-Cola? Quando o Rossio, no Natal, foi ocupado pela publicidade às lotarias da Santa Casa? Quando a Praça de Espanha serviu de pasto a vacas para promoção do turismo açoriano? Desculpem, mas aí já não havia «zonas sensíveis da cidade»? Aí já não havia «características específicas»? Com a alienação de espaços públicos que fez na cidade, José Sá Fernandes é a ÚLTIMA PESSOA com moralidade para vir agora proibir cartazes no Marquês de Pombal. Ou ESTARÁ TUDO DOIDO?

 

P.S. - O Vereador Sá Fernandes preocupa-se muito com a estética do Marquês. Só não se preocupa com a estética de toda a Lisboa Arruinada, nem sequer se digna a responder aos e-mails do Nuno - aos quais apenas Helena Roseta tem respondido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:39


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Sérgio Bernardo a 13.04.2009 às 15:41

Num tom situacionista, assumindo tiques de Pacheco Pereira, os órgãos de comunicação social esquecem-se é de confrontar os pareceres do IGESPAR com o da Comissão Nacional de Eleições que avisou o José Sá Fernandes da legitimidade da colocação dos cartazes. Estão preocupados em dizer que o vereador tem razão, agora que o PSD lá colocou cartazes, mas esquecem-se que, por queixa do BE, já a CNE tinha emitido parecer contra a opinião de Sá Fernandes. Não queremos acreditar no PPereira mas que lá há situacionismo, isso há.
Sem imagem de perfil

De Ana Campos a 13.04.2009 às 15:42

Parabéns

Beijos
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 13.04.2009 às 23:01

E ainda mais! Agora entende-se o critério de isenção da CML no que respeita à defesa do património. Ainda há duas horas dizia ao Senhor D. Duarte que ..."a tia de Vossa Alteza, D. Amélia, tanto batalhou para que a fábrica de gás saísse das imediações da Torre de Belém, para agora a CML permitir a construção de um asqueroso monte de betão com o nome de hotel qualquer coisa"...
Agora tentem perceber quem esteve envolvido no projecto do referido hotel e comparem os nomes com gente do elenco camarário. É a república no seu melhor.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas