Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

devagar cada palavra, como quando, com o mesmo vagar, se saboreia  um pedaço de chocolate que se quer lentamente degustar.

Falo daqueles livros de que vamos retirando, a intervalos deveras irregulares, um  pensamento que nos deixa a pensar, a meditar ou até a flutuar nas ondas imaginárias de um mar sem sobressaltos.

No caso, de uma  dessas reflexões que vou percorrendo sem obedecer a ordem alguma, retiradas do caderno de notas que é o « Diário Quase Completo » de João Bigotte Chorão.

É a ele que vou buscar o que considero ser das coisas mais bonitas que sobre a mulher tenho lido « À clássica imagem da mulher submissa, apagada, silenciosa, que bebe, como palavra revelada, o que o homem diz, vai-se substituindo a imagem, fascinante e provocante, da mulher que tem ideias próprias e discute as alheias. Gosto desta última imagem, se a mulher não toma um irritante ar de sabichona, e consegue manter toda a sua feminina graça. O amor - disse Dostoievsky - é uma forma de luta, e certamente não pensava, quando escreveu isso, só no amor físico. A jovem insolência da mulher que desafia, encantando- o, o homem....»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11


7 comentários

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 08.05.2009 às 22:01

"...da mulher que tem ideias próprias e discute as alheias."

Concordo inteiramente.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 08.05.2009 às 22:56

Mais aliciante, acho...; e um bom remédio para o sono em horas despropositadas :)
Sem imagem de perfil

De mike a 09.05.2009 às 01:11

Eu cá gosto da imagem que vejo ali em cima. Digamos que originou o sentimento feio em mim. A inveja é uma coisa feia, não é? ;)
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 09.05.2009 às 20:05

Mas espero que não tenha inveja dos homens que tinham ao lado " mulheres submissas, apagadas, silenciosas ", Mike :)
Sem imagem de perfil

De mike a 10.05.2009 às 23:24

Não, esses não os invejo, Cristina. :)
Sem imagem de perfil

De Helena Branco a 09.05.2009 às 12:40

Pensar mulher...surgiu inevitavelmente de muitos anos de subserviência e solidão...esquecidos os homens que dela mulher beberam primeiro...durante nove meses de zelo e desvelo... O que é importante vai-se impondo...devagar para se perpetuar no tempo, depois ...Ser mulher é uma condição da dignidade humana...é a oração da casa é a fragrância da rosa a harmonia de uma tela a árvore e a escola e o recreio da comunidade Família... ABRAÇO particular CRISTINA
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 09.05.2009 às 20:25

É isso, Helena: dignidade...
Grande abraço

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas