Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma questão que alguém poderá esclarecer.

por Nuno Castelo-Branco, em 27.05.09

 

 

Qual será a razão a que se deve o estranhíssimo silêncio dos blogues conotados com a direita republicana, esquerda institucional e com aquela outra parlamentar mas extra-regime? É que hoje demitiu-se o dr. Dias Loureiro, tal como durante meses lhe era insistentemente sugerido.  Devia este episódio ser um momento de júbilo aqui e aqui, por exemplo. No entanto, imagina-se logo existir uma razão oculta. O homem poderá ser tentado a falar demais e envolver muitíssimas mais personalidades da situação no não menos estranho caso financeiro que está para ficar. Caindo um, poderão agora cair outros? E como ficam os Capa d' Ócios no meio de tudo isto? Fechados nos subterrâneos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50


7 comentários

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 27.05.2009 às 23:19

Como disse já: era tão bom que neste zangar de comadres a roupa suja viesse toda a arejar ; veríamos então se o OMO lava mais branco :)
Sem imagem de perfil

De john a 28.05.2009 às 23:09

Cristina,

no dia em que a roupa suja vier toda a arejar, e em que o OMO lavar mais branco, este país vai todo abaixo, e vamos ter de fazer tudo de novo.

... por isso pergunto, quando podemos começar?
Sem imagem de perfil

De Joana a 28.05.2009 às 09:56

Esse silêncio é o chamado "meter a viola no saco"! ;-)
Sem imagem de perfil

De Margarida a 28.05.2009 às 16:08

Gostava de poder acreditar que - finalmente! - um caso destes veria tudo esclarecido.
Infelizmente, o meu romantismo circunscreve-se às coisas do coração.
Nisto, como noutros capítulos da vida social, cívica e política, sou uma céptica das antigas.
Vão aldrabar ao máximo, vão-se acusar uns aos outros e vai ser tudo mais ou menos arquivado, com um bode expiatório para contento das massas e descanso dos vis.
Entretanto hão-de vencer-nos pelo cansaço de tal forma que, à semelhança de tantos outros processos em vários matizes do negro, já não ligamos nenhum e a mera menção até causa náusea...
Não acreditar é o princípio.
Às vezes parece que seja quem for que tenha o mínimo poder (de que círculo sej) está 'manchado' e não merece crédito.
É tudo uma imensa falácia e não existe ninguém confiável.
Salpicaram-se todos.
Um aido, isto tudo.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 28.05.2009 às 17:53

Talvez, Margarida, mas o problema é que agora estão (mos) mergulhados numa grave crise económica. Vamos a ver no que dá.
Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 28.05.2009 às 21:22

Apesar de ter saído, já vai tarde, Dias Loureiro sabe muito e sabe demais.

Exige-se que a coisa não fique assim, que seja bem espremido este caso e esta "belíssima" gestão.
Sem imagem de perfil

De Luis Barata a 29.05.2009 às 15:55

O dR. Dias Loureiro sabe muito, mas nunca poderá contar tudo, pois alguns dos seus amigos e sócios são "pessoal da pesada" que não perdoam indiscrições. Homens como o Sr.El-Assir...

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas