Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As grandes vitórias residuais

por Nuno Castelo-Branco, em 08.06.09

 

63% de abstenção?!

 

Torna-se inacreditável o troar de trombetas de vitória, hinos a grandes recomeços e festança pela manifestação da vontade popular. Mas qual vontade popular? Até quando persistirá a ilusão do arreigado europeísmo dos chamados europeus? Manta de retalhos tecida pela necessidade de preservar um certo estilo de vida e de consumo estranhos ao resto do planeta, a UE parece condenada a nada mais ser, senão um alargado Mercado Comum que desde o Tratado de Roma garantiu a paz e trouxe a prosperidade. E a esses essenciais objectivos - os únicos verdadeiramente importantes - deverá regressar.

 

Quanto ao resto, torna-se tudo numa questão de legitimidade. Embaraçosa e incontornável, pois mais tarde ou mais cedo sobressairá.

As intervenções de vencedores e derrotados foram de uma pobreza só comparável àquelas peças de jornalismo de província que cabiam no Cavaleiro da Imaculada, nas Notícias de Fafe ou no Mafra Regional: uma pobreza de meter dó, umas discursatas à António Silva no clube das costureiras de bairro, com agradecimentos ao Paulo, à Maria e ao José, beijinhos e abraços. Salas pequenas, com direito a coro e estribilhos a meia dúzia de vozes, a demonstrar que os números de "aparelhos" e votantes quase coincidem. A coisa está pela hora da morte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:54


3 comentários

Imagem de perfil

De manuel gouveia a 08.06.2009 às 12:19

Bem, e entre os que se deram ao trabalho, a esmagadora maioria votou PS/PSD! Este povo não consegue contextualizar o seu descontentamento à esquerda!
Sem imagem de perfil

De esquerda unica a 08.06.2009 às 17:29

Qual esquerda?
o PS?
o PSOE?

em que politica estes senhores são de esquerda?????
Imagem de perfil

De manuel gouveia a 08.06.2009 às 17:53

Meu caro, o que eu disse é que este povo não consegue exprimir num voto à esquerda o seu descontentamento e optou por ainda votar no PS. PS + PSD têm 60% dos votos!

Mesmo assim o PSOE é um bocado mais à esquerda do que o PS, basta atentarmos nas medidas de apoio à Natalidade.

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds