Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




SIMplex

por Samuel de Paiva Pires, em 21.07.09

Surgiu por aí um novo blog de apoio ao Partido Socialista, o SIMplex. O Tiago Moreira Ramalho resume bem o que há a dizer sobre tal projecto depois de ter dado uma vista de olhos por alguns posts. É pena que algumas pessoas que até tenho em consideração, blogosfericamente falando, se associem a outras menos respeitáveis e caiam num certo ridículo. Não estivesse eu já a trabalhar, a preparar um seminário internacional, a estudar para o último exame e a escrever o relatório de estágio/tese, e até me dedicava a analisar algumas das magníficas pérolas que por ali se podem encontrar. Como o meu tempo é um bem escasso nos dias que correm, desejo boa sorte aos proponentes do projecto, pode ser que quando tiver mais tempo possa ajudar o amigo Tiago a "malhar", até porque ainda faltam uns meses até às legislativas. Já agora, quanto àquelas ridículas crenças e falta de espírito crítico Tiago, não sei se já leste a Morte da Utopia do Gray mas explica bastante bem este fenómeno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57


5 comentários

Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 22.07.2009 às 00:02

Sobre este assunto, muito bom também o post de Joshua.
Imagem de perfil

De Carlos Barbosa de Oliveira a 22.07.2009 às 00:41

Meu caro Samuel. Peço desculpa, mas desta vez não posso cncordar consigo. O Simplex é a versão PS do Papamayzena. Quero acreditar que estão a ser genuínos naquilo que defendem. Dão a cara para defender alguma coisa- que até não é de momento popular- e por isso merecem o meu respeito.
Não encontro explicação para tanta crítica. Se fosse um blog de gente aónima, seria diferente, mas assim, é apenas a defesa das suas convicções. Desculpe, mas tinha de lhe expressar a minha opinião, com a frontalidade que me conhece.
Um grande abraço
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 22.07.2009 às 14:25

Caríssimo Carlos,

E está no seu pleno direito de discordar. Assim como eu estou no meu pleno direito de discordar do que por ali se escreve. O "ser apenas" a defesa das suas convicções, não implica que não possam ser criticados e atacados. É que a "elegância democrática" de que fala o Tomás Vasques é apenas mais uma estratégia de vitimização (tão cara ao PS), como se não pudessem ser atacados porque em democracia todos teriam que respeitar sem criticar as convicções e opiniões dos outros. A isso não se chama democracia, a isso chama-se relativismo absoluto e incapacidade de distinguir objectivamente o que está certo do que está errado. A democracia não é elegante (deixemos a elegância para os senhores de Cuba ou da Coreia do Norte), é para ser um caos onde todos se fazem ouvir, e o fazer-se ouvir implica também criticar as ideias dos outros. Eles dão a cara para defender o que acham que devem defender. E eu e muitos outros temos o direito de o criticar, defendendo aquilo que achamos que devemos defender.

Já viu se eu passasse a vida a vitimizar-me e a falar em "elegância" e "fair play" democrático de cada vez que me criticam? Falar em nome da democracia é exactamente o que a coloca em causa como há tempos escrevia alguém no 31 da Armada. E como ainda há tempos ouvi ao Professor Maltez, quanto mais deixarmos que digam que isto é uma democracia, menos o é...

Um forte abraço
Imagem de perfil

De Tiago Moreira Ramalho a 22.07.2009 às 23:30

Ainda não li, mas oiço falar tanto dele que ando com vontade. Apesar de estar um pedacinho céptico em relação ao autor: tive de deixar aquele da Al Qaeda moderna a meio, que a ladainha era repetitiva, redonda e sem a originalidade que parecia ter à partida...
Imagem de perfil

De Samuel de Paiva Pires a 22.07.2009 às 23:36

Esse é que ainda não li. E ainda tenho o "Liberalism" por ler, e mais uns quantos dele por encomendar...

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Em destaque

  •  
  • Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas