Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Todos diferentes, mas todos iguais!

por Nuno Castelo-Branco, em 01.08.09

 

 

O verão é assim a tal silly season, quando nada de especial acontece, à parte a exibição de barrigas nas praias in do Allgarve e de num ou noutro conhecido caso, surgirem periódicas proibições de circulação no espaço aéreo.

 

Assim, qualquer notícia da chamada política caseira torna-se num mero "encarte" para preencher o papel dos nossos pouco lidos jornais, concorrendo com as especializadas Olás, Flash, Nova Gente ou de forma mais escondida, da popularíssima Maria.

 

Louçã teve (!) um avô, o dr. Neves Anacleto, patriota que em Moçambique se opôs à rápida entrega do Ultramar no período dos acontecimentos de 7 de Setembro de 1974. Louçã tem um pai, antigo comandante da Marinha, pacifista tão assumido que segundo se diz "por aí", se recusou a disparar os canhões, devido às furtivas cores de um certo  pull-over em pleno Terreiro do Paço. Louçã tem um irmão que após passar um tempo infinito a forçar a prova da prosmiscuidade da transumância do ouro "judeu" entre Salazar e Hitler, decide-se volta e meia, a tecer considerações anti-sionistas que não lembrariam nem ao senhor Rosenberg. O tal Rosenberg que foi Reichsminister  e não o outro, de homónimo apelido e que foi marido de Ethel .

 

Finalmente e talvez mais relevante que o anteriormente dito, o sr. Louçã também tem mãe! O Trancão do Pensamento é assim uma criatura absolutamente normal, comum como qualquer um de nós. Presume-se que à hora de chegar a este mundo, tenha deslizado para fora do canal anatómico que a todos os humanos irmana na origem. Deve ter-se alimentado exactamente da mesma forma que tu, eu e os outros biliões de eles que povoam o planeta, uns mais sôfregos que outros. Provavelmente terá levado as mesmas palmadas no rabo por qualquer travessura praticada. Hipoteticamente terá feito birras, chorado baba e ranho, recusado comer  a sopa de feijão, ou  lavar os dentes três vezes por dia. Em tudo isto, nada fazia adivinhar a genialidade  e uma personalidade única e infalível a que com o decorrer dos anos foi habituando os portugueses. Nunca se engana, tem sempre razão e não falha. Os seus oponentes são todos burgueses corruptos, imbecis semi-iletrados, devassos morais não assumidos, vigaristas de comarca de quarta categoria, onde os laços familiares de corte mafioso se confundem com a própria identificação ideológica no espectro político. Enfim, uns degenerados que corroem o sistema e impedem o povo de calmamente gozar a sua vidinha.

 

Pelo que parece, afinal somos todos iguais e no seu caso, ainda mais igual que os demais. O senhor Louçã tem uma mãe assessora*. Que bom... Que alívio!

 

 

* Não vale a pena vir agora dizer que se chama "Noéminha"!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2009 às 01:26

Ó Ó Ó Amigo...vosmicê esqueceu o outro o PORTAS ... que também diz saber mais do que todos ....e já agora ....a ....menina Marisa...atão?
( E já agora o padreco de serviço ... D. Rezende - o monarca ... baptismos de «coltura Política» e outra é com sua Senhoria..

Proponho fazermos um big brother....

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas