Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Al-Usbuna, capital do Canalhistão (Lisboa Arruinada 44)

por Nuno Castelo-Branco, em 12.08.09

 

 

Chegou a vez da velha fábrica de cerveja Portugália que outrora, antes da desastrosa guerra republicana com a Alemanha, se chamara Germânia (consultem, porque vale a pena,  o site em http://www.portugalia.pt/).

 

Foi com a já previsível raiva que deparei com o adiantado estado da obra demolidora que na "Almirante Reis" priva Lisboa de mais um edifício de inegável relevo. Neste tempo de desenfreada adaptação de antigas fábricas aos gostos milionários do loftismo importado além-fronteiras, não podiam, pelo menos, ter preservado este enorme espaço e a sua característica fachada e organização interna que simbolizou uma época? Vai abaixo!

 

A Câmara Municipal lá terá a carta-justificação preparada no punho da manga, bem à maneira dos batoteiros jogadores de poker do far-west. Oxalá entre pelo saloon um Lucky Luke que lhe dê um certeiro tiro, ou na melhor das hipóteses, lhe mude definitivamente a bandeira na frontaria. É que ao contrário daquilo que afirma o sr. Salgado da vereação, a substituição da bandeira é uma cabal "demonstração do desejo de futura segurança" na cidade e no país inteiro.

 

Já agora, o que tem a "oposição" camarária a dizer? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:20


4 comentários

Sem imagem de perfil

De LUIS BARATA a 12.08.2009 às 14:49

É o rico "urbanismo" que temos... Vou ver ao vivo, já que é aqui perto de casa.
Sem imagem de perfil

De john a 12.08.2009 às 15:42

Passei hoje, em trabalho, na Almirante Reis, e não pude deixar de reparar na demolição - que nem está avançada, mas sim praticamente concluída. Não consigo perceber esta atitude da Câmara, que devia ser a primeira entidade interessada em preservar o seu património.

Aliás, toda a zona da Almirante Reis - que, contam-me, já foi uma zona nobre - tem prédios extremamente degradados com fachadas lindíssimas. Infelizmente, parece ser expectável que conheçam o mesmo destino da fábrica da Portugália. A Almirante Reis necessita urgentemente de ser reabilitada, limpa, segura - mas temo que essa sua reabilitação venha a passar também pela sua total descaracterização. O que é um crime mais grave do que todos os que, infelizmente, se cometem por lá nestes dias.
Imagem de perfil

De João Pedro a 12.08.2009 às 22:39

Estupefacto! Julgava que essas obras seriam para limpeza da fachada, ou coisa parecida. Esse edifício já tinha uns anos, à partida teria uma qualquer classificação patrimonial. Estamos entregues ao pato-bravismo mais rasca e boçal. e como diz o John, a Avenida almirante Reis podia ser encantadora e não deprimente (é nas zonas mais degradadas que se encontram os edifícios mais belos), mas pelos vistos querem é piorá-la.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 12.08.2009 às 23:17

Felizmente, a avenida já não se chama rainha Dª Amélia. Imaginem se ainda tivesse a toponímia original! Um local cheio de chulos, putas, traficantes de drogas, ladrões "por esticão".... Fica-lhe bem melhor o nome do idiota que se notabilizou por ter desfechado um tiro nos próprios miolos. Grande militar, bravo herói. Que pena os seus correligionários não terem feito o mesmo!

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas