Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Desta feita não é de ruínas que se trata,

por Cristina Ribeiro, em 13.08.09

 

mas da descaracterização da típica arquitectura de cada região.

Vinha eu a elogiar o  trabalho de preservação desenvolvido na parte mais a sul de Portugal, depois de admirar urbanizações inteiras de casas brancas, ou ocres,com as chaminés típicas, que me fizeram pensar no tanto de mal a que sujeitaram o meu Minho, quando, junto da marina de Albufeira deparo com estes apartamentos com todas as cores do arco- íris. Calei, e enguli muito do que acabara de dizer, de tão elogioso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:38


17 comentários

Imagem de perfil

De Daniel João Santos a 13.08.2009 às 13:12

portugal tem uma total falta de politica de construção e já agora de sentido estético.

Segui há poucas semana a volta a França em bicicleta, as imagens das aldeias e vilas deixavam-me de boca aberta.

Ali nada destoava, estava esteticamente bem conseguido, e todo respeitava a tradição e a imagem do loca.

Aqui perto de onde eu moro, construíram um complexo de casas germinadas, ai umas 20 casas coladas todas seguidas, cada uma delas com uma cor diferente.

Enfim...
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 13.08.2009 às 14:02

Já tinha nsa manga o pedir aos meus anfitriôes uma visita a algumas dessas cidades mencionadas, e consegui a promessa de visitar Tavira e Faro. Pode ser que a sorte continue :); eles~são muito de " fazer praia ".
E esta falta de sensibilidade arquitectónica é uma constante entre nós: mais um sinal da nossa pobreza. Há dias falaram-me na lição que os nossos deveriam retirar do exemplo de Bordéus.

Comentar post







Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas