Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Capuchos há muitos, seu... !

por Nuno Castelo-Branco, em 20.08.09

 

 Numa despeitada reacção aos acontecimentos desta noite, o presidente da Câmara Municipal de Cascais enfiou o Capucho e acabou por dizer o que não devia: falou em gratuitidade da acção.

 

Tem toda a razão, o senhor António Capucho*. A colocação da Bandeira na frontaria da Cidadela não custou um tostão aos contribuintes portugueses que pelo contrário, entram como "cooperantes" no financiamento das despesas dos senhores Conselheiros de Estado, presidentes de Câmaras Municipais, etc. 

 

Para mais, não se entende qualquer tipo de "ofensa" no acto. O Palácio da Cidadela - aliás uma modesta casa de férias -, embora sendo a residência oficial do Chefe de Estado, raramente acolhe dentro dos seus muros os sucessivos inquilinos de Belém. De facto, estes refinados e selectos veraneantes, escusam-se a sofrer o incómodo daquele "lugar indigno e sem condições", impróprio para tão sofisticadas excelências. Há muito se foram os tempos em que outra gente por ali ficava nas férias, uns simplórios que davam pelos nomes de "o Luís, a Maria Pia, o Carlos e a Maria Amélia". Uma gente qualquer, com certeza! A quem Cascais e o seu indignado presidente "nada" devem**...

 

* Tome lá cuidado com o que diz, porque as eleições estão à porta.

 

** Mas que servem para a publicação de livros enaltecedores da localidade e ainda surgem como chamarizes turísticos da zona. Não há CMC que "do Luís, da Maria Pia, do Carlos e da Maria Amélia" não se aproveite. Seja a edilidade rosa ou laranja. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Range-o-Dente a 20.08.2009 às 22:00

Já que fala do Luís de da cidadela, dê uma vista de olhos a este vídeo, sobre ambos.

http://video.google.com/videoplay?docid=6528428449565352917&ei=47eNSrCSNpSo-AaywLWKCA&q=D.+Lu%C3%ADs

Cumps

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas