Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bósnia-Herzegovina, uma aventura de Tintim

por Nuno Castelo-Branco, em 19.11.09

 

Os interesses de dois ou três Estados, impuseram a existência internacional de uma anomalia que dá pelo pitoresco nome de Bósnia-Herzegovina, coisa a lembrar lutas de clãs, Narodnas Obranas, roubos de gado, bombistas  e assaltos na estrada. País retalhado de um hipotético distrito arrancado à Sildávia e um outro arrebatado à Bordúria, este foco infeccioso situado em pleno coração da antiga Jugoslávia - outro absurdo erguido pelos vencedores de 1918 -, serve perfeitamente, à semelhança do Kosovo, para criar clivagens regionais que potencializam conflitos sangrentos e divisões dentro da U.E. Coisa de pouca dura, espera-se... 

 

Aguarda-se também a saída das forças portuguesas desses antros de narcotráfico, sendo mais úteis em países onde a presença nacional é respeitada e querida pelos locais. Nos PALOP e em Timor-Leste, por exemplo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:37


10 comentários

Sem imagem de perfil

De mogwai a 19.11.2009 às 02:46

nos palop a fazer o quê? a proteger as ditaduras locais no extirpanço dos miseráveis? talvez angola, não? ou guiné?

Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.11.2009 às 13:24

E no Afeganistão, Kosovo e Bósnia estamos a proteger quem? Dealers e turras?
Sem imagem de perfil

De CMF a 19.11.2009 às 02:49

Passei duas das melhores semanas da minha vida na Bósnia-Herzegovina.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.11.2009 às 13:27

Acredito, também não me importava de ir a essa zona, especialmente à Dalmácia. No entanto, a B-H é uma criação artificial, contra todo o direito à autodeterminação (sérvios e croatas) que aliás, foi reconhecida aos albaneses do Kosovo. Conveniências para "islão" ver.
Sem imagem de perfil

De CMF a 19.11.2009 às 14:41

É por isso que eu concordo com Sir Karl Popper quanto à "...impraticabilidade e à desumanidade desse famoso – ou deverei dizer tristemente célebre? – “princípio da auto-determinação nacional”, que neste momento degenerou no mais puro horror do terrorismo étnico." Conduz a aberrações, num panorama geral vêm-se muitas injustiças, e é um princípio claramente colectivista.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.11.2009 às 17:02

Também me parece, mas o caso da B-H é gritante, pois quanto a "este país", não se aplicou aquilo que a outros foi imposto. Basta vermos o mapa.
Como deve ter suspeitado, o império austro-húngaro foi uma promessa que não se cumpriu, com os resultados que bem conhecemos.
Sem imagem de perfil

De mogwai a 19.11.2009 às 02:50

na questão dos balcãs concordo consigo. um dia destes voltam a matar-se uns aos outros e estaremos com sorte se for só entre eles
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 19.11.2009 às 13:14

Não me digam que levaram a sério o post!? Uns atiram garrafas, enquanto outros gozam com os preconceitos. Vingançazinha...
Imagem de perfil

De João Pedro a 19.11.2009 às 13:23

Isso é injusto injusto paras a Sildávia, esse belo país onde reinava Muskar XII. Agora a Bordúria, estado totalitário dominado pelos bigodes de Plekszy Gladz, é uma fonte de permanente instabilidade na região.

PS: tenho a impressão de que a Sildávia seria o Montenegro se depois da 2ª Guerra não tivesse sido absovido pelos Eslavos do Sul.
Imagem de perfil

De Paulo Soska Oliveira a 22.11.2009 às 17:28

Quem vai para esses lados sou eu :)
De 22 de Dezembro a 5 de Janeiro. Depois meto noticias aqui no blogue.

Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas