Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Reforço de Primavera - Salvador Cunha

por Samuel de Paiva Pires, em 25.03.14

É com muito gosto que anuncio a contratação do Salvador Cunha para o plantel do Estado Sentido. Nascido em 1989, teve uma vivência dita normal até ter ido para a Nova Zelândia num programa de intercâmbio, durante 1 ano, que considera ter sido o melhor ano da sua vida até agora. Com o intuito de cumprir o sonho de ser repórter e realizar a cobertura de guerras, catástrofes, cimeiras e eventos afins licenciou-se em Relações Internacionais pelo ISCSP, para que pudesse saber do que estaria a falar quando estivesse a falar. Com o passar dos anos o sonho foi-se perdendo sem que tivesse encontrado outro para o substituir. Para preencher o vazio, decidiu realizar uma pós-graduação em comunicação e marketing político, também no ISCSP, área em que trabalha actualmente. Considera que Pedro Passos Coelho é o melhor Primeiro-Ministro das últimas décadas, não só por mérito próprio, mas também demérito dos antecessores, e que nem o provável sucessor lhe chegará aos calcanhares. Por último, é um liberal convicto, católico em crescimento e benfiquista em decrescimento. Bem-vindo, caríssimo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:26

Reforço de Inverno - Manuel Sousa Dias

por Samuel de Paiva Pires, em 01.03.14

Como não há duas sem três, é com muito gosto que anuncio mais um reforço do Estado Sentido, o Manuel Sousa Dias. Nascido em Lisboa em 1968, é licenciado em Marketing pela Universidade de Greenwich e gosta de trabalhar em comunicação empresarial no sector farmacêutico, embora não seja nada esquisito nos tempos que correm. Politicamente é de direita liberal, acredita numa economia com regras, que premeia a iniciativa, o trabalho, o mérito e a rectidão, valores que não são tão populares como gostaria. Revolta-se com a cultura de esquemas, privilégios, prebendas e sinecuras que por aí abunda e afirma-se de direita porque não acredita que em Portugal haverá alguma vez condições financeiras para um dia cada português ter direito a 15 minutos de tacho. Adora o humor dos Monthy Python e de Little Britain. Aliás, gostava de um dia fazer um programa de humor na mesma linha, um Little Portugal, a roçar o mau gosto e a fazer moer o juízo da gentalha pseudo-bem-pensante-politicamente-correcta-vegetariana-liofilizada-pasteurizada-e-moralmente-superior. Nos tempos livres gosta de tirar fotografias, ouvir música, com particular preferência por Pink Floyd e Miles Davis em altos berros, tocar guitarra, cantar num coro, dar uns valentes passeios de mota e de misturar tudo isto. Acredita em coisas invisíveis, como Deus e o Reiki, embora o primeiro esteja injustamente fora de moda e o segundo ainda não tenha sido possível provar a sua existência. Bem-vindo, caro Manuel!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:42

Reforço de Inverno - Nuno Gonçalo Poças

por Samuel de Paiva Pires, em 24.02.14

É com imenso prazer que anuncio o segundo reforço de inverno do Estado Sentido, o Nuno Gonçalo Poças. Advogado nascido no Estoril, em 1985, criado a meio tempo na dureza da Beira Baixa e no outro meio tempo na cintura industrial da margem sul do Tejo, é licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, onde foi dirigente associativo e boémio praticante, actividade da qual se diz "reformado e mal pago". Acha que ainda há europeístas cépticos como ele e ainda não sabe se tem mais razão quem o chama liberal, se quem o chama conservador, tendendo mais a ficar agradado com aqueles que o tratam como um liberal-revolucionário-burguês-conservador. Apesar de fervoroso republicano, não celebra o 5 de Outubro e não se importava nada de ter como Chefe de Estado a Rainha Isabel II – e como roommate a Kate Middleton. Como cantavam os Not Sensibles, diz que está "in love with Margaret Thatcher", mas não tem pudor nenhum em dizer que os Smiths são uma das suas bandas preferidas. Militante do PSD desde 2004, diz que só admira Sá Carneiro por este ter sido um inconformado com o próprio partido que este fundou. Tem, portanto, dificuldades em ser um alinhado. As más línguas chamam-no ambíguo. Andou pelos blogs alguns anos, tendo fundado e feito o funeral ao Geração de 80, não tendo qualquer actividade desde essa data até hoje. Bem-vindo, meu caro!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

Reforço de Inverno - Nuno Resende

por Samuel de Paiva Pires, em 23.02.14

É com muito gosto que anuncio que, a partir de hoje, passamos a contar com o Nuno Resende no Estado Sentido. Nascido em Cinfães em 1978, licenciou-se em História e doutorou-se em História da Arte. É professor auxiliar na Universidade do Porto. Monárquico, católico, non partisan democrat e iberista teórico. Acha que acima dos valores colectivos estão os individuais mas acredita firmemente na caridade e na solidariedade como expressão e Caminho. É tolerante mas não admite "-ismos". Em termos musicais vive nos anos 70 e 80, tendo os Queen como matriz, GNR no caso português e Bossa Nova como prova da prevalência lírica do português. Vê em Jorge Luís Borges a pouca necessidade para prémios e considera que o talento sempre vence a mediocridade (embora tarde e depois de um caminho penoso). Vive no Porto - provavelmente a melhor cidade do mundo, tendo em conta que a geografia é estado de espírito. Bem-vindo, caro Nuno!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:18

Os nossos números não mentem

por Pedro Quartin Graça, em 13.12.13

"Contra ventos e marés", desmentindo os habituais "Velhos do Restelo", desarmando os descrentes e os invejosos, a verdade é só uma e é indesmentível: com a enorme ajuda dos nossos leitores e do Sapo, eis os esmagadores números de visitantes únicos do blog ESTADO SENTIDO, ainda a 15 dias do final do ano. Obrigado a todos! É um prazer escrever aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37

O público não quer pagar para ler

por John Wolf, em 26.11.13

Não é apenas o governo que lança novos impostos a cada cinco minutos. Não é apenas o governo que exerce o magistério do controlo. Num momento crítico da história de Portugal, para além de todas as multas e coimas que os portugueses têm de suportar, o jornal Público e o semanário Expresso decidem, ao abrigo da alegada sustentabilidade do seu modelo de negócio, aplicar uma tabela de pagamentos para conteúdos online outrora fornecidos a título gratuíto. Pela parte que me toca - um blogger pro bono -, julgo que deveria haver um regime de excepção para aqueles que realizam a extensão das reflexões produzidas por esses jornais de grande tiragem. Grande parte dos posts produzidos neste e noutros blogs, assentam nessa premissa de acesso à matéria-prima que permite formar uma opinião em forma escrita, um prolongamento dos artigos publicados nesses meios de comunicação social. Acresce a este facto uma outra visão utilitária e recíproca. Por um lado, os links inseridos nos nossos posts remetem para a "fonte", para os jornais em causa, contribuindo desse modo para uma maior afluência de leitores. Dito de outra forma, somos contribuintes líquidos para as operações de outrém. Felizmente para nós (que não somos melhores que os demais leitores online), existem alternativas, fornecedores de conteúdos de imprensa, aquém e além-mar. A austeridade pode servir de desculpa ou pretexto para a tomada de certas decisões de gestão, mas em termos substantivos, trata-se de uma forma de restrição à informação. O cidadão que não tem orçamento para estas extravagâncias acaba de ficar um pouco mais às escuras, dependente de outros juízos e à mercê do conhecimento de alguns. Nessa medida, e quase paradoxalmente, os blogs acabam por reforçar o seu papel, a sua missão, sem estarem presos a noções de mercado ou lucro. Embora existam blogs patrocinados com a cara chapada da publicidade e marcas a decorar a homepage, neste sítio podemos orgulhar-nos de não depender das condições económico-sociais do momento. Aqueles que merecem o nosso maior respeito são os milhares de leitores que nos acompanham numa base diária, porventura ligeiramente baralhados pela amálgama de posições políticas distintas que povoam o blog Estado Sentido. Aqui não há peditórios nem a convicção que temos a última palavra em relação ao que quer que seja. Ao Público e ao Expresso, os meus votos de continuação de bons trabalhos. Bom Natal e boa Popota.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:52

Reforço de Outono - António Garcia Rolo

por Samuel de Paiva Pires, em 29.10.13

É com muito gosto que anuncio que a partir de agora o Estado Sentido passa a contar com a participação do António Garcia Rolo. Nascido e criado em Lisboa, é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e está actualmente a tirar um mestrado em Direito da União Europeia no Colégio da Europa, em Bruges. Não espanta, portanto, que se considere europeísta, além de liberal, republicano, agnóstico e benfiquista. Tem como principais interesses, além do direito e da política, a música, sendo baixista em 3 bandas e tendo um fascínio tremendo por rock and roll, e a literatura, tendo como autores predilectos Eça, Dostoyevsky, Rodenbach e Thomas Mann. Estreia-se, assim, nesta casa, embora não seja uma absoluta estreia blogosférica, visto que, tal como o José Maria Barcia, fez parte da equipa do Alunos do Liberalismo. Bem-vindo, meu caro!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:57

Top Estado Sentido

por John Wolf, em 21.10.13


Lista de visitas dos últimos dias ao blog Estado Sentido. Destaque para o post de Nuno Castelo-Branco que pôs a máquina de estatísticas do SAPO a deitar fumo em pouco mais de 24 horas. 


Gratos pela preferência.


  1. Página inicial - 24.586

  2. O Combate dos Chefes, a coisa promete - 12.624

  3. Quem pergunta meu amigo é - 3.639

  4. A queda e ascensão de Angola - 3.467

  5. Apagão do Estado em Portugal - 2.664

  6. Zero poupanças de Maria Luís Albuquerque - 2.182

  7. Premio Nobel da Austeridade - 1.679

  8. Arrancou mais um exercício de tudologia - 1.422

  9. O abuso de mulheres nos bastidores do porno - 1.304

  10. "I did not have checks with that bank" - 1.271

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:38

A vida é bela - I

por Pedro Quartin Graça, em 04.10.13

Nós é que, muitas vezes, damos cabo dela. A minha nova rubrica, sob forma de video ou foto, todas as sextas-feiras no seu ESTADO SENTIDO.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:19

 

Quase nem dávamos por isso, mas a verdade é que este blog celebra hoje o seu 6.º aniversário. Parabéns a nós e a todos os leitores, comentadores e amigos que continuam a incluir-nos nas suas preferências.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38

Como é do conhecimento dos nossos leitores, comentadores, amigos e também adversários ideológicos, sempre foi apanágio do Estado Sentido manter as caixas de comentários abertas a anónimos e sem moderação. Ademais, só muito raramente apagámos comentários, nomeadamente quando ultrapassaram os limites da discussão saudável e civilizada, passando para o campo dos insultos e ofensas pessoais - e mesmo assim, foram muitas mais as vezes em que nem sequer esse género de comentários apagámos.

 

Eu próprio, ainda há uns meses afirmava que considerava isto uma virtude do blog, que servia inclusivamente como ajuda psicológica para quem aqui vem pura e simplesmente para destilar ódio. Nem poderia ser de outra forma, pois sempre defendi que deveria ser esta a política de comentários, imbuído de um espírito liberal de abertura à discussão como forma de chegar à razão. Cheguei, contudo, também já há algum tempo, à conclusão contrária: "E eu cada vez menos creio naquela muy liberal ideia de que a razão nasce da discussão. Do debate num espaço público dominado pela cacofonia, onde a discussão é quase sempre dominada por surdos que sofrem de hemiplegia moral, nas palavras de Ortega y Gasset, aos berros uns com os outros, não pode surgir razão alguma."

 

Talvez vivamos mesmo na Civilização do Espectáculo de Vargas Llosa, onde o que importa é gritar mais alto e de forma o mais simplista possível e a busca pela verdade parece já não estar no centro das preocupações, e num tempo de relativismo em que se quer fazer crer que todas as opiniões são igualmente válidas, mesmo que não passem de insultos e infâmias. Sloterdijk está coberto de razão quando afirma, em Regras para o Parque Humano, que "(...) o humanista devia cortar com o hábito da própria bestialidade potencial e distanciar-se da escalada desumanizadora da vociferante matilha do espectáculo."

 

No tempo em que vivemos, muitas são as formas que cada qual pode encontrar para se expressar. Quem quiser, pode sempre escrever o que queira no seu próprio blog, Facebook, Twitter ou qualquer outro meio. Todavia, no seu próprio espaço, ninguém é obrigado a suportar insultos e críticas ignorantes, desinformadas e difamatórias por parte seja de quem for, muito menos de anónimos.  Ninguém é obrigado a ter de tolerar, em sua própria casa, um convidado mal-educado que a coberto da ignorância e/ou da má-fé pretende insultar-nos, desacreditar-nos e/ou que nos justifiquemos perante ele, quando o mais das vezes nem sabemos quem ele é. 

 

Posto isto, a partir de hoje deixa de ser possível comentar a coberto do anonimato neste blog, tendo ainda os comentadores de estar registados nos Blogs do Sapo, e todos os comentários passam a ser moderados. Cientes de que o registo nos Blogs do Sapo poderá ser uma dificuldade para alguns dos comentadores habituais, salientamos, no entanto, que a principal vantagem deste é que cada comentador tenha o seu próprio perfil único, não correndo o risco de ver a sua identidade usurpada na caixa de comentários. Colocamo-nos desde já à disposição para auxiliar neste processo quem necessite. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09

Alterações ao layout do Estado Sentido

por Samuel de Paiva Pires, em 22.07.13

Como poderão desde já verificar, o layout do blog sofreu umas pequenas alterações, propostas pela sempre simpática e disponível equipa dos Blogs do Sapo, a quem muito agradecemos. A primeira grande alteração a registar é o facto de passar a existir uma versão mobile do blog, para leitura em dispositivos móveis. Ademais, a partir de agora encontram no canto superior esquerdo os botões para acederem à página inicial do blog e às páginas do blog no Facebook e no Twitter, bem como um botão para comunicarem connosco através do e-mail do blog, e no canto superior direito encontram o motor de pesquisa. Simultaneamente, foi aumentada a largura da coluna dos textos, com o objectivo de facilitar a leitura. Esperamos que as alterações sejam do agrado dos nossos leitores e comentadores habituais.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:10

Estado Sentido em destaque no Sapo

por João Quaresma, em 22.07.13

Desta vez com o meu post de ontem «No fim de contas», uma leitura sobre a crise política, em destaque na área de Opinião.

À equipa do Portal Sapo os meus sinceros agradecimentos e saudações blogosféricas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

Ponham aqui os olhos

por Pedro Quartin Graça, em 07.07.13

 

Tem sido aqui ao longo de mais de um ano. Sem controle de qualquer outro serviço externo, no pacato da serra, o já antes revelado Centro de Operações do Estado Sentido tem funcionado de forma ritmada e firme, rumo à liderança da blogosfera. Temos escalas, como é evidente, ou não fosse este um espaço altamente profissionalizado e bem remunerado. Agora vai o John descansar um pouco, depois irei eu, mas tudo continua a funcionar na perfeição. Um exemplo para o Governo de Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56

...

por John Wolf, em 07.07.13

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:13

Obrigado, Sapo!...e bom fim de semana

por John Wolf, em 28.06.13

{#emotions_dlg.happy}

À equipa do portal SAPO!, os meus agradecimentos pelo destaque dado aos meus artigos de ontem e de hoje

Cordialmente,

John

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:51

Thank you, Sapo!

por John Wolf, em 09.06.13

{#emotions_dlg.happy}

I would like to thank the Frog for placing my article on your front page.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:03

Obrigado, Sapo!...e bom fim de semana

por John Wolf, em 07.06.13

{#emotions_dlg.sarcastic}

Mais uma vez agradeço o Sapo! por ter colocado em destaque o meu artigo no seu portal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09

Obrigado, Sapo!

por John Wolf, em 05.06.13

{#emotions_dlg.serious}

Obrigado, Sapo! pelo destaque dado ao artigo no vosso portal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:43

Obrigado, Sapo!...e bom fim de semana

por John Wolf, em 01.06.13

Em nome próprio e do Estado Sentido, gostaria de agradecer à equipa do portal SAPO, pelo destaque dado ao artigo publicado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas