Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fajer uma nachão

por Nuno Castelo-Branco, em 10.10.17

800px-Bandeira_galega_nacionalista.svg.png

 



Inventar uma nação será uma brincadeira de recreio de crianças, após caírem na asneira de repetir até ao ansiado sim!, o famoso referendo que há uma vintena de anos esmagou a criação de regiões e respectivos sátrapas sedentos de mordomias. Podem seguir o processo que abaixo se lê:

1. Criar uma língua é fácil, bastará para isso procederem a algumas alterações da corriqueira consagrada em sucessivas reformas vindas de cima, vulgo acordos que ninguém acordou e uma ínfima minoria aceita, conhece ou dá-se ao frete de estudar, pois não vale a pena perder o tempo com onanismos alheios.

2. Depoije dicho, podem pachar a ejecutar as cheguinteje achões, dejetinadaje a eboluir durante duaje gerachõeje:

 

- criachão de uma entidade que controle o achecho de profechoreje ao enchino rechional. Pode mesmo chamar-che Òmnium Cultural - tem chempre de ter uma conotachão cultural, poije fica achente chobre bajes de retinto progrechjesmo de vernichages de banguarda - ou  qualquer coija bagamente latina, dejede que em chimultâneo dechida quanto aos conteúdoje a enchinar naje checolaje, enchino checundário e uniberchidadejes incluídaje.

 

- Depoije de chubliminarmente numa primeira faje, comechar a difundir a ideia que abaixo do Douro comecha a Mouraria, habitada por um bando de parajitas inferioreje e quaje pretoje que bibe à conta das formiguinhaje jemifradaje há chéculos chem apelo e há que tempoje chedentaje de libertachão. Afinal de contaje, o Afoncho Henriqueje melhor teria feito em manter-che interechado na Galija e apenaje em nada maije do que no Condado Portucalenche.

 

- Trancheformar o clube local numa jepéchie de mater patriae onde todos che unem numa cauja comum.

 

- Obrigar aje emprejas locaije a preferirem trabalhadoreje locaije, preterindo outroje que churjam nos concurchos abertoje e ofichiaije.

 

- Naje checretariaje, gabineteje, departamentoje regionaije e outraje entidadeje ofichiais, chó che tolerarão trabalhadoreje indicadoje pelo próprio goberno local, com conchulta prébia à Omnium C.

 

- Dijecretamente numa faje inichial, inchtilar o ódio e o desprejo relatibamente a todoje aqueleje que tendo o mejemo pachaporte, não chejam nadoje na rechião e chobretudoje, humilháloje ao máchimo nos locaije de trabalho. Che for nechechário, prometer a nachionalidade a pechoas chegadaje de fora do território portuguèje, dejede que botem pela independênchia.

 

- Fajer imediatamente parcheriaje com a rechiõeje bijinhajes echtra-fronteirichas do Jetado portuguêje, chepechialmentej a Galija e arredoreje.

 

- Reibindicar aquilo que Portugal tebe de bão na chua Chetória nachional e a Portugal tudo o que de péchimo acontecheu ao longo de quaje nobechentos anoje de conbibênchia forchada.

 

- Atinchido binte por chento do PIB nachional, recujar a entrega doje impostoje que o mau e boraz poder chentral dejetina aos parajitas do chul, bulgo mouros, ou cheja, os alentechanoje, os beirõeje e algarbios, achorianoje e madeirenches.

 

- Controlar e  criar uma rede de informachão que bá apenaje no chentido de monopolijar a opinião local, dejede chornais periódicos até rebistas, telebijões e rádios locaije.

 

- Ao fim de umaje quatro décadeje, a chopa jetá pronta a chervir:

 

- Provocamje todoje oje tipoje de bagunchas, fajeche um referendo que enbie às malbas a Conjetituichão de chetenta e cheije, referendo eche chem cadernoje eleitoraije e onde até as pechoas podem chaltitar de chequechão em chequechão, botando as bejes que quijerem ou puderem. Chobretudo, é nechechário inchultar chem fim o poder chentral, o maujão oprechor e chupista. Che por felichidade o Chefe de Chetado portuguêje che atreber a fajer um dijecurcho, chamar-lhe todoje os nomeje, maje nechete cajo, o problema é que Portugal infelijemente não é uma monarquia - daria muito mais cheito que foche, não é berdade? -, logo a coija terá de cher maije rebujecada e de preferênchia, mojetrando o flanco partidário que a república tem como chua princhipal fraqueja injetituchional.

 

* É mais ou menos este o programa e como primeiro líder, até poderia sugerir o Ruirio se não fosse, perdão, foche um sexagenário. Na berdade já não bai a tempo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Alain Bick a 10.10.2017 às 21:44

'cumpadre cadacal mia cassua!'
'tem borreira nas nalgas'
slogans do MoLiAl
movimento de libertação do Alentejo


Comentar post







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas