Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mar de Chamas (V)

por Fernando Melro dos Santos, em 18.06.17

eu já estou em casa, mas os bombeiros ainda não. haverá sempre bombeiros que nunca estarão em casa, quer seja o contingente oriundo de Torres que passou por mim, em coluna, há duas horas na A8 rumo a Pedrogao; quer seja o anonimo tranquilo, por quem mal se dá, curtido e ensimesmado numa cadeira à entrada da central na Ericeira.

 

hoje parei cinco vezes em supermercados. não vi nem ouvi ninguém cujas preocupações perceptíveis fossem de tal ordem que lhes alterassem a indumentária neo-decadente de chinelos e alças, nem o cabaz das compras atulhado de cervejas, bolos farinhentos e missangas alimentícias. ninguém. era a bola, o carro do jorge, as mamas da vizinha, o frango assado à borda do tanque.

 

a segunda guerra mundial foi lá longe. o 11 de setembro longe foi. Bruxelas? Atocha? Alésia? tudo fantasmas sem substância que nunca passarão de fantasmas a que os velhos se agarram para reterem sentido nas suas vidas extintas.

 

Pedrogao? Pedrogao é lá longe. E Alverca. E a Amadora. E qualquer terra que não se aviste, apalpe e possa receber uma tenda com luzes e grelhadores, mais de dez centímetros além do português umbigo, é ainda mais do que longe!, é fictícia.

 

não aprendeu nada esta gente, nem o fogo os tirou das cavernas.

 

especiais abraços nestes dias negros ao sub-chefe Tiago Carvalho, de Palmela; ao sub-chefe Ventura nas Caldas da Rainha; e ao senhor Comandante Pedro Lourenço na corporação do Bombarral. Deus esteja convosco. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:53







Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas