Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os cenários da Democracia Portuguesa

por Pedro Quartin Graça, em 15.02.11

Os cenários de transição na democracia portuguesa são:

 

Cenário 1. Continuidade da 3ª República , "o como está" com as reformas possíveis "gota a gota" permitidas pelos acordos entre partidos

Cenário 2. Uma 4ª República com um poder reforçado que é o do Presidente Executivo, o que exige dois partidos ou uma aliança presidencial, à norte americana, ou à francesa e nova triagem da luta partidária 

Cenário 3. Uma 5ª Dinastia com um árbitro que é o rei, Dom Duarte de Bragança, com uma redistribuição de funções pelos três poderes e consequente selecção de minorias para governação e para representação de interesses.

 

Por: Mendo Castro Henriques

publicado às 17:21


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco Castelo Branco a 15.02.2011 às 17:45

eu acho mesmo que os poderes do Presidente deveriam ser reforçados...

Acho que um sistema semi-presidencialista a francesa não era mau visto.

excluamos o rei
Sem imagem de perfil

De Rui Monteiro a 15.02.2011 às 19:16

o que nasce torto jamais se endireita, estou a falar da República e dos 100 anos de engano
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 15.02.2011 às 20:24

- O actual sistema já se viu para o que serve.
- A república presidencialista, já a tivemos em duas versões distintas: a 1ª, a do major Sidónio. A 2ª, a de Salazar, onde o presidente tinha toda a autoridade para nomear o presidente do Conselho. Conhecemos a história.


- A Monarquia não interessa ao actual sistema, pois pressupõe o afastamento de personalidades, a extinção de numerosos órgãos, outro sistema eleitoral, etc. Para mais, o ensaio da 4ª República, a presidencialista, foi esmagado nas últimas eleições, onde o sr. Aníbal C. Silva foi eleito por uma quantidade ridícula de eleitores. Não há espaço para esse tipo de aventuras à Sarkozy, aliás, uma nulidade.


- Digam o que disser, o parlamentarismo é o cerne da democracia nos países desenvolvidos. O nosso é mitigado, existem Supremos e Procuradores a mais, uma Constituição complicada e uma organização territorial oitocentista. Não vamos lá!
Sem imagem de perfil

De Artur de Oliveira a 18.02.2011 às 03:29

O primeiro cenário é de uma república em estado terminal que ameaça arrastar o país na sua agonia... A 4ª República seria uma "democradura" bem disfarçada (ou não) pelos mesmos do costume. A Monarquia estabeleceria o verdadeiro equilíbrio político e aí poderia acabar-se finalmente com 100 anos de caos, ditadura e corrupção e Portugal ganharia amor-próprio e respeito no exterior por finalmente recorrer á sua verdadeira identidade para se renovar....

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas