Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O grau zero da decência política

por Samuel de Paiva Pires, em 23.05.11

Nos últimos dias, ficámos a saber que há autocarros de Juntas de Freguesia colocados ao serviço de um partido, que imigrantes ilegais são transportados para a campanha do PS, e que há um país, Moçambique, que interfere nas eleições de outro providenciando alguns dos seus cidadãos para figurantes das campanhas eleitorais de um partido, por via da sua Embaixada. Isto a troco de um saco com uma merenda.

 

Para além da humilhação e manipulação a que estes indivíduos foram sujeitos por parte de gente cujos valores morais ao invés de derivarem de uma sólida formação pessoal, parecem estar ao nível dos de uma ratazana de esgoto - ainda por cima infectando o ambiente, já de si pútrido, que os rodeia - assistimos à violação de premissas de uma democracia liberal saudável e de Relações Internacionais, inclusive traduzidas em letra de lei, sem qualquer pejo. José Sócrates e o PS perderam noção da realidade, do ridículo e de si próprios. Tudo mau demais para ser verdade.

 

Sugere-se ainda o visionamento do vídeo do 31 da Armada, e a leitura do post do Carlos Botelho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:14


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds