Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Podem dar-lhe o intelectualóide-progressista nome que quiserem, mas este novo truque do "mural contestatário à escala predial" que a CML introduziu na triste paisagem da capital, apenas procura disfarçar o que é impossível de ocultar: a deliberada e criminosa destruição do património.

 

Todos conhecem os imponentes prédios gémeos da Avenida Fontes Pereira de Melo, situados naquele quarteirão que se segue ao felizmente recuperado Palácio Sottomayor. Tal como em muitos outros edifícios de Lisboa, a CML autorizou o "lindo serviço" que se vê grafitado nas enormes fachadas. Se à primeira vista os prédios parecem protegidos pelos tijolos que entaipam portas e janelas, bastará contornarmos a principal fachada do cenário, para depararmos com uma situação bem diferente e que a foto denuncia. Está tudo escancarado, desde janelas a telhados e empenas por onde entram enormes quantidades de águas pluviais e isto, ao longo de anos sem fim. 

 

Adivinhem o que sucederá?

publicado às 09:34


4 comentários

Sem imagem de perfil

De PPA a 04.01.2012 às 11:47

Uma parte do interior da minha casa, foi inspirada no palácio Sottomayor.

Concordo com o exposto no post e concordo, igualmente, com a apreciação feita em relação ao bom resultado obtido na recuperação no aludido Palácio.
Imagem de perfil

De MMSequeira a 04.01.2012 às 12:23

As pinturas murais de teor político patrocinadas pela CML são um escândalo. Na esquina da Praça João do Rio, onde moro, à outro mural, feito no contexto de um concurso (isso!) patrocinado pela CML. O "artista", neste caso, pintou umas manchas sem qualquer teor. Menos mal.

Mas o pior da situação é que os prédios se encontram devolutos justamente porque a CML nega o direitos de propriedade aos legítimos proprietários, impondo mil e uma restrições e aprovações prévias. Os proprietários, entre as demoras, negas, etc., vão fazendo o possível para os prédios caírem, de modo a se libertarem pelo menos da imposição de preservar uma construção que não têm para eles qualquer interesse.
Imagem de perfil

De MMSequeira a 04.01.2012 às 12:24

À -> Há
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.01.2012 às 22:24

Proponho que se pinte o scooby scooby doo, cavaco pode fazer de dono, é parecido.

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas