Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




คนไทยที่อาศัยอยู่ที่ประเทศโปรตุเกสได้ไปเข้าเฝ้าสมเด็จพระเทพรัตนราชสุดาด้วยความดีใจ

 Som Pratcharan!, Som Pratcharan!, gritavam incessantemente os tailandeses presentes na cerimónia de inauguração da Sala Thai de Lisboa. Estes Viva o Rei!, Viva o Rei! acolheram a princesa Sirindhorn que deparou com muitos elementos da comunidade Thai em Portugal e centenas de lisboetas nos jardins de Belém. A momentânea joint-venture "Costa & Silva" alegadamente representou a república portuguesa, uma vez que o seu chefe máximo, sintomaticamente preferiu manter-se em boa guarda entre as paredes do seu não muito distante palácio rosado. 

 

Não se entende toda esta profunda estupidez, arrogante incompetência e desinteresse dos serviços do Estado português. Além da pífiamente republicana barraquinha de plástico destinada aos discursos cerimoniais, notou-se a total ignorância do sentido de grandeza de um país antigo que deveria honrar a sua História. Comentava-se a ausência da GNR em uniforme de gala e o povo espantou-se por nem sequer ter lá estado uma banda militar que tocasse os hinos nacionais dos dois países. Quem tenha assistido ao evento, decerto ouviu os populares abertamente insultarem o actual Chefe de Estado diante duma impávida "segurança policial" que não reagiu minimamente às grosserias, trocadilhos com o seu nome e "ditos espirituosos" que implicavam cêntimos e esmolas. Estamos à beira de um desenlace, disso já não se duvida, é quase certo.

 

Acompanhada pelo Costa das demolições, a Princesa Sirindhorn falou aos tailandeses que lhe dispensaram a protocolar saudação reservada à realeza.

 

O acontecimento foi completamente ignorado por quem tinha a obrigação de recompensar dignamente, aqueles que de longe chegaram para nos presentear. 

Que falta faz a Monarquia ao nosso país!

 

Uma reportagem completa, a ser seguida no Lisboa SOS.

 Uma tailandesa não hesitou em mostrar a foto do seu Rei

 

publicado às 22:48


1 comentário

Sem imagem de perfil

De José Tomaz de Mello Breyner a 22.02.2012 às 08:32

Nuno também lá esteve o Dr Paulo Portas

Comentar post







Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas