Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Depois de Vós, Nós

por Nuno Castelo-Branco, em 24.02.12

Ainda há poucas semanas, na comemoração do Centenário, o nosso amigo José Thomaz Mello Breyner insistiu para que me fizessem uma foto, segurando a caixa onde se encontrava a condecoração com que a Infanta fora agraciada. Eis que hoje surge a notícia da sua partida, como se tivesse pacientemente esperado aquele acto de obrigatória homenagem e reconhecimento. 

 

Teve uma vida rica de trabalhos e jamais preencheu de fátuo glamour os seus dias, inteiramente dedicados ao serviço dos outros, principalmente daqueles que não tinham voz. A Infanta D. Maria Adelaide honrou bem a Casa de Bragança que durante séculos foi o mais firme sustentáculo da independência nacional.

 

A sua vida poderá resumir-se ao serviço dos mais humildes, precisamente aquele povo que jamais renegou a pátria nem se ocultou atrás das custosas roupagens estrangeiradas.

 

Creio bem que a Infanta decerto concordaria com este momento em que urge dizer, Depois de Vós, Nós

publicado às 16:52


6 comentários

Sem imagem de perfil

De scriabin a 24.02.2012 às 21:08

Se todos os monárquicos tivessem a coragem desta senhora, eu seria pela restauração da monarquia. Mas sabendo-se como a maior parte se portou aquando da implantação da república e o salazarismo (ao contrário dela), não dou nada pela monarquia em Portugal. Cambada de poltrões. Antes os republicanos, meia dúzia de bravos desbaratou a nossa nobreza gloriosa em 1910.
Sem imagem de perfil

De xico a 24.02.2012 às 21:44

Fala de quem? Das forças armadas da altura?
Sabe quem foi Paiva Couceiro?
Sem imagem de perfil

De scriabin a 25.02.2012 às 20:14

Foi o único que resistiu. Tudo o resto da mooarquia fugiu com o rabo entre as pernas.Uns mansos.  
Sem imagem de perfil

De kalidás a 24.02.2012 às 22:14

Deve estar a falar dos adesivos. Pode crer que um dia, se houver monarquia, metade da cambada que anda por aí a lamber as botas desta canalha, vai de joelhos reivindicar o seu monarquismo de sempre.
Sem imagem de perfil

De Rogério Silva a 25.02.2012 às 01:47

Morreu a verdadeira Princesa do Povo! Portugal ficou irremediavelmente pobre! Uma grande mulher que teve uma grande vida, sempre dedicada ao próximo. Descanse em Paz Sua Alteza Sereníssima Adelaide de Bragança! Portugal nunca a esquecerá!
Respeitem esta grande Senhora. Pois ela sempre nos respeitou!
Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 25.02.2012 às 02:12


Concordo totalmente com Rogério Silva. Este é Um Momento Sagrado de partida de Uma Santa Alma e não para querelas mundanas. Que a Sua Santa Alma Esteja em Paz! Está concerteza, pois Almas Impolutas Estão com Deus! Pena é que neste mundo de ilusões Estes Exempla não Constituam, de facto, O Modelo na prática, mas assim é a intemporal maioritária natureza humana. Estas Distinções Merecem Respeito!

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas