Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Falhanço total

por Pedro Quartin Graça, em 04.04.12

Desemprego a 15%

 Inflação a 3,6%

Nunca Portugal esteve tão mal como agora. Nem no tempo de Sócrates, co-responsável, aliás, por esta crise e pelo número sem fim de disparates acumulados e que este Governo, tão diligentemente, prolonga no tempo. O desemprego no nível mais alto de sempre. A inflacão que regressa em força. A abdicação voluntária e anti-patriótica de todos os valores simbólicos nacionais. Eis o resumo de um mandato de escassos meses. Há quem não tenha sequer mais paciência e não hesite:

 (Sobre Pedro Passos Coelho) "Como não sabe, pretende ser um bom aluno dos mandantes da Europa, esperando deles, compreensão e consideração. Genuína ingenuidade! Com tudo isto, passou de bom aluno, para lacaio da senhora Merkel e do senhor Sarkhozy, quando precisávamos, não de um bom aluno, mas de um Mestre, de um Líder, com uma Ideia e um Projecto para Portugal. O Senhor, ao desistir da Economia, desistiu de Portugal! Foi o coveiro da nossa independência. Hoje, é, apenas, o Gauleiter de Berlim. 

Demita-se, senhor primeiro-ministro, antes que seja o Povo a demiti-lo."

 

DEMITA-SE, SENHOR PRIMEIRO-MINISTRO - Terça-feira, 6-03-2012 (Coluna de opinião do Semanário Expresso) Nicolau Santos



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10


7 comentários

Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 04.04.2012 às 21:00

Discordo totalmente- então, este Governo limita-se a seguir as orientações da Troika, Essa Persona algo Difusa, que aqui entrou depois do Governo de Sócrates ter dado cabo do país???!!!! Quantas promessas totalmente twilight zoniescas a criatura que está, hoje, em Paris não cumpriu, levando o país à hecatombe???!!! Por muito menos, Santana Lopes foi demitido por Jorge Sampaio!!! Mas o que é que se passa- há 2 pesos e 2 medidas???!!! Agora, seria uma hecatombe a demissão de um Governo que está a tentar recuperar um país depauperado por uma corja que se instalou qual carbonária em tudo o que era serviço e empresas. Basta! Estou desempregada, mas nunca contribuiria para que a marabunta socialista voltasse a corroer este país- "dividir para conquistar"- é a aposta desses verdadeiros responsáveis! E muitos estão a ir na conversa, nomeadamente por causa de pormenores como os dos feriados! Tomaram muitos dos desempregados não terem feriados e menos 10 dias de férias- era sinal que tinham emprego e a taxa de desemprego não iria baixar em meses. Destruir como o governo anterior fez é fácil e muito rápido, reconstruir é muito mais difícil tanto ao nível micro como macro! Por Amor de deus não caiam nas armadilhas das forças obscuras que querem sugar ainda mais! Tenhamos responsabilidade colectiva e individual e deixemos de ter sempre memória curta!

Estou zangadíssima consigo, apesar de respeitar a sua opinião, mas tem toda a obrigação de saber quem são "as forças obscuras" e todos nós que as conhecemos temos de nos unir para as travar!
Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 04.04.2012 às 21:07

Errata :) por Amor De Deus e por Todos os Santos!
E mais :) não ataquem a estrutura de superfície, mas a profunda- nunca uma casa poderá ser recuperada, nem pelo Querido Mudei a Casa, se a cave continuar com os mesmos fungos. Façamos como o Extreme Makeover- limpa-se a casa comme il faut! Pela Santa!
E quanto aos feriados, o que interessa é que se trabalhe para recuperar a independência de Portugal, já perdida, logo, o 1º de Dezembro já nem faz sentido algum, dado o estado da nação! Ter-se-á que pôr em prática uma revcolução sociocultural para que possamos ter um novo feriado de independsência nacional! Por mim, fique só o do Natal e o de Camões (10 de Junho) que celebram, verdadeiramente, Alguém que nos Poderá ajudar se nos tentarmos reformular tanto individual como colectivamente, pois as responsabilidades vão das bases ao topo. SÓCRATES E CORJA ADSTRITA JAMÉ (DO LINO!:)Image


 
Sem imagem de perfil

De Justus a 04.04.2012 às 21:49

Há quem ande por aqui a suspirar pelo execrável porque não sabe que a política dele foi a mesma deste governo:miséria.
Este governo deveria ser exonerado e em seu lugar ser nomeado um governo de gente séria suprapartidária como fizeram em Itália. Não saímos da miséria com governos eleitos, pois o eleitorado imbecilizado há décadas pela igreja católica vota sempre nos mesmos; os mesmos que conduziram a esta miséria cheia de corrupção impune....
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 05.04.2012 às 00:34

Olha... o governo de Sócrates,  e os de Guterres e Soares também eram da igreja católica? Não sabia, pois sempre pensei que pertencessem a outro tipo de "igreja". Aquela que celebra rituais à meia noite.
Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 05.04.2012 às 02:12

Nuno, foi deste Soares que falou http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/mario-soares-apanhado-a-199-kmh-na-a8 (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/mario-soares-apanhado-a-199-kmh-na-a8)? Vale a pena ler os comentários, pois a dessacralização começou. A mulher converteu-se ao Catolicismo depois da tal queda da avioneta em Angola a abarrotar- uma coisa temos de reconhecer- esta família omnipresente e omnipotente maximizaqualquer acontecimento em seu proveito! Parecem uma empresa com uma Gestão de Imagem! Por falar nisso, será que se paga para entrar na luxuosa Fundação ? No parking do Colégio Moderno estão só bólides. Por acaso, era interessante fazer-se uma lista de quem lá lecciona! Ora, a casa de Colares (não sei porquê há uns mitos urbanos ligados a Colares...:), a da Praia do Vau, mais a pensão vitalícia, mais as mordomias, este homem é um bom vivant!
Sem imagem de perfil

De areia_do_deserto a 05.04.2012 às 02:14


E a pressa com que ia no bólide deve estar relacionada com algum ímpeto- sabe-se que muitos velhotesImage têm desejos muito estranhos!

"Gigi dançava só para mim"...ah, não, é Nini!
Imagem de perfil

De ecefi a 10.04.2012 às 14:35


Pensem bem que não é só o Sócrates o culpado. Desta vez a culpa não morre solteira, porque praticou bigamia, onde Cavaco, Soares, Guterres, Santana Lopes, Paulo Portas, Passos Coelho e suas concubinas se associaram aos constantes desvios abusivos dos dinheiros dos nossos impostos e enriquecendo à nossa custa e ficando-se a rir da nossa miséria.

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas