Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Programa da Causa Real para amanhã à noite

por Samuel de Paiva Pires, em 03.10.14

Daqui:

 

"O 5 de Outubro é um dia importante. Uns festejam o golpe militar de 1910 que pôs portugueses contra portugueses. A Causa Real, porém, prefere celebrar a fundação da nossa nacionalidade, evocando a assinatura do tratado de Zamora, em 1143. Apelando à união de todos os portugueses e à exaltação dos mais nobres valores patrióticos, exortamos todos os nossos associados e amigos a que compareçam na concentração do próximo Sábado, dia 4 de Outubro, às 22h, junto à nossa sede na Praça Luís de Camões, em Lisboa (que incluirá uma surpresa de forte impacto visual).

 

Não tenhamos dúvidas: a presença de cada um de nós, com as nossas bandeiras e o nosso entusiasmo, é fundamental para que esta iniciativa tenha o sucesso pretendido, no coração da nossa cidade."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:34

7 anos de Estado Sentido

por Samuel de Paiva Pires, em 03.10.14

 

O ano passado quase nem dávamos por isso. Este ano não demos mesmo, mas este blog celebrou ontem o seu 7.º aniversário. Parabéns a nós, com um sentido agradecimento a todos os leitores, comentadores e amigos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25

Gandhi….

por Nuno Castelo-Branco, em 03.10.14

 

...vive aqui. Espartaneidades no topo do novo cabeçudo da Avenida. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:46

Estaline em S. Bento

por Nuno Castelo-Branco, em 03.10.14

 

O PC e o BE não viram as obras e reagiram antes do tempo. O artista pregou uma partida ao departamento cultural de S. Bento e em vez de Carmona, apresentou um busto do seu contemporâneo José Estaline. Fica então reposto o equilíbrio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:36

António Costa na Quadratura do Círculo

por Manuel Sousa Dias, em 02.10.14

Sou só eu a achar mal - muito mal - que António Costa se mantenha na Quadratura do Círculo?

Se antes era comentador, agora é líder da oposição e candidato a primeiro ministro. 

Não pode ter uma tribuna semanal onde faz campanha pelo seu partido, onde faz oposição ao governo, onde promove as suas causas. Não deve ter essa vantagem relativamente aos líderes de outros partidos.

Ou isto é um vale tudo para o eleger na próxima eleição?

E o que se diria se no lugar de António Costa estivesse o candidato a PM do PSD?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

Der Himmel uber Berlin

por Fernando Melro dos Santos, em 02.10.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:42

Um post sério

por Fernando Melro dos Santos, em 02.10.14

Thomas Eric Duncan embarcou em Monróvia num voo com 4 escalas destinado, ultimamente, a Dallas Fort Worth.

 

Sabemos que Duncan, pessoa esclarecida e educada, participara numa trasladação em território Liberiano, onde sofreu, com 99.95% de probabilidade, a sua infecção com a estirpe Zaire do virus Ebola. Um co-infectado já morreu anteontem naquele país. 

 

A janela de incubação da doença é tal que não pode saber-se se Duncan estava ou não infeccioso durante o trajecto aéreo que o levou a Casablanca*, Bruxelas, Dulles, La Guardia**, Los Angeles e Dallas.

 

Mas uma coisa sabemos, que é a curva de distribuição que alude à eclosão de sintomas, universalmente tida por directriz do grau infeccioso de cada paciente:

 

 

Assim, é provável(70), mais do que possível (50) que Duncan estivesse, ainda que à margem da sua consciência, sintomático ao 4º dia após exposição. 

 

Dizem todas as fontes que o enterro em Monróvia teve lugar a 15. Mais 4, são 19, data do embarque. Duncan pode assim, ao contrário do que dizem (ou omitem) as fontes oficiais, ter exposto cerca de dois mil seres humanos à carga viral que excretaria nessa altura.

 

A definição de "contacto com fluidos" da OMS é carente de explicação: um espirro, uma cuspidela, tosse que se faz depositar sobre o manipulo de uma porta, tudo isto é contacto com fluidos. Tudo isto Duncan pode ter promovido durante os oito dias (2 em voo e 6 em territorio americano sem isolamento) em que o sistema o ignorou. 

 

Em perspectiva, a estimativa inicial (hora zero) do CDC era de haver "um punhado" (sic) de contactos a seguir; 12 horas depois, eram 18. E hoje de manhã, 80. Há instantes, o CDC emitiu um mandado de arresto do avião que transportou Duncan, sem contudo admitir quaisquer alterações na escala de progressão apresentada aquando da revelação do caso. Isto é, de repente é preciso deter um A320 e rastrear todos a bordo nos últimos sete voos, mas sem que haja motivo para alarme.

 

Qualquer pessoa normal das ideias estará , espero, a preparar-se para o pior - ou pelo menos cínica acerca do embuste grosseiro em que se tornaram, quando a hora chegou, as entidades competentes.

 

Esperemos que não seja nada.  

 

* e ** - nenhuma das companhias aéreas envolvidas no transporte de Duncan confirmou ou negou até agora que qualquer das únicas duas rotas possíveis saindo de Monróvia tenha sido a tomada por Duncan, daí a inclusão neste post de todas as escalas exequiveis e habituais de acordo com pesquisa efectuada hoje por voos aolongo do mesmo trajecto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58

Europa socializada

por Fernando Melro dos Santos, em 02.10.14

Nápoles, hoje

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:45

Bustos, estátuas e turismo parlamentar

por Nuno Castelo-Branco, em 01.10.14

 

Há quem goste de apagar da história, tendo por isso mesmo um longo currículo na matéria. Seguindo as lições dos desaparecidos sponsors do leste, logo souberam limpar os mais comprometedores números do Avante, para sempre volatilizando os textos laudatórios do Pacto de 23 de Agosto de 1939, bem como as "relações de camaradagem entre os soldados da Wehrmacht e o operariado francês".  Agora, chegou a vez dos bustos. Os mesmos que se indignam pelo envio  para o cadinho, de centenas de estátuas de Lenine, Estaline, Dzhezinsky e outros meliantes, ofendem-se muito pela presença no Parlamento, de uns tantos bustos dos dispendiosos e inúteis locatários do Palácio de Belém.  Arranjaram mais um caso de vida ou morte nacional. No entanto...

 


...até têm alguma razão, pois aquela casa bem poderia fazer mais pela sua imagem. Estando a Câmara dos Pares redignificada pelo grande retrato de D. Luís I -  A mesma limpeza beneficiou a Biblioteca com D. João VI e a sala D. Maria II com o respectivo retrato -, urge proceder a uma desinfestação geral no hemiciclo que foi e ainda é a Câmara Baixa, de lá retirando o horroroso e sinistro mamarracho lá colocado em 1911. Quem substituiria a mastronça de Teixeira Lopes? Têm uma excelente alternativa, mesmo à mão no Museu do Palácio de S. Bento: a estátua de D. Carlos I que serviu de modelo àquela que hoje é visível diante do Palácio da Ajuda. Durante anos marcou posição no Parlamento, naquele nicho de onde jamais deveria ter saído. Aproveitem o nervosismo e serão recompensados com um grande afluxo de visitantes interessados numa nova atracção turística. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10

Merda! Foda-se! Estou farto! Internem-se!

por Fernando Melro dos Santos, em 01.10.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:23

Pág. 3/3







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds