Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Espanha e Estados Unidos, descubram as diferenças

por Nuno Castelo-Branco, em 27.04.12

 

A cônjuge do Sr. Obama decidiu-se por umas férias em Espanha, não dispensando a visita aos monarcas do país vizinho. Tudo estaria muito certo e perfeitamente compreensível, se o passeio não tivesse envolvido despesas pagas pelos contribuintes. Ainda há uma semana, o madrileno El País abria as suas páginas a "indignações" - sem que o Rei lhes sacasse um cêntimo - dos do costume. O que terão agora a dizer os republicanos? 

 

379.000 Euros em cinco dias, um bom regabofe! Mas tudo será desculpável, tratando-se da santidade Obama.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Juanito a 27.04.2012 às 13:42

Quando a cabeça não tem juízo, o corpo é que paga.
E Deus escreve direito por linhas tortas... cruel como o destino.
Sem imagem de perfil

De Marcelo a 27.04.2012 às 14:32

Depois do rei ir a África, a África foi ao rei.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.04.2012 às 17:05

Ontem à noite, jantei com cinco empresários espanhóis que me explicaram porque nunca deixarão a monarquia voltar a Portugal. Disseram que isso ia dificultar a total integração económica no espaço ibérico. A Espanha é uma monarquia e assim continuará devido à questão das nacionalidades. Eles julgam que será necessário dividir Portugal em quatro regiões autónomas, além dos Açores e da Madeira. Se por acaso conseguíssemos a restauração, seria fácil tornarem-nos a vida impossível, cortando abastecimentos de toda a espécie, usando também a chantagem das águas dos rios, retirando capitais, deslocando empresas, etc. Dizem que precisam dos nossos portos subexplorados e do espaço da zona marítima que fica entre a península e os Açores e que para todos os efeitos, já perdemos as Selvagens. Também lhes facilitava a vida em África e na América e Ásia. A república interessa-lhes em Portugal porque  mais tarde ou mais cedo, significa a integração. Estranho, ou talvez nem tanto. Alguém poderá explicar?
Sem imagem de perfil

De Pedro Matias a 29.04.2012 às 12:47

Explicar o quê? Não é evidente?
Sem imagem de perfil

De PPA a 30.04.2012 às 10:54

Caro Nuno,

Bem visto, como sempre.
Bom post.
Sem imagem de perfil

De Daniel Azevedo a 30.04.2012 às 12:34

Gore Vidal chama-lhe o "Presidential Cult"

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas