Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os três Fs: Futebol, Futebol e mais Futebol

por João Quaresma, em 04.06.12
Um pequeno passo para vinte e dois homens, um passo gigantesco para a mediocridade.

Todas as televisões a transmitirem em directo o momento histórico (e supostamente histérico) da descolagem do Airbus da TAP que leva a Selecção de Futebol para a Polónia. Os média já tinham registado o momento da entrada dos jogadores na aeronave, onde foram cumprimentados pelos membros da tripulação. Horas antes, o presidente que não se pronuncia sobre nada, que nunca compareceu às cerimónias nem disse uma palavra que fosse sobre a extinção do feriado da Restauração da Independência, recebeu a Selecção de Futebol e fez um autêntico discurso de estado, sobre como os jogadores têm grandes responsabilidades sobre os seus ombros, inclusive no exemplo que dão às gerações mais jovens.

Não fosse esta equipa a selecção nacional e eu já estaria mas era a torcer para que fossem eliminados quanto antes para acabar este espectáculo vergonhoso.

publicado às 18:35


11 comentários

Sem imagem de perfil

De xico a 04.06.2012 às 20:11

Eu já torço há muito. Sempre ficava mais barato.
O dinheiro que sobrasse ia para a cultura, que é muito mais duradoura na representação de um povo.
Imagem de perfil

De João Quaresma a 04.06.2012 às 23:07

Eu compreendo, mas sendo que esta equipa representa Portugal nos campeonatos mais importantes que existem torço para que façam o melhor resultado possivel. Apesar de tudo.
Sem imagem de perfil

De André a 04.06.2012 às 22:02

pão e circo meus amigos...o truque é velho.

André
Imagem de perfil

De João Quaresma a 04.06.2012 às 23:07

É velho mas funciona sempre..
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 04.06.2012 às 22:26

Senão, vejamos:


Quando aqui cheguei em 1974, a televisão, os jornais e a rádio berravam dia e noite os três F do "antigo regime", ou sejam, o Fado, o Futebol e Fátima.


E agora?


O regime tudo fez para que o Fado fosse património da humanidade,  e por aí pululam Cátias (uma fadista Cátia é mesmo uma novidade de estalo!), Marizas e Camanés com direito a reverência presidencial.


O Futebol que "no antes" tinha direito aos derradeiros 5 ou 10 minutos (se tanto) dos noticiários RTP, hoje em dia é o símbolo de uma país com quase 900 anos. Abre o telejornal, interrompe-o para a chegada de um treinador ao aeroporto, e fecha-o com notícias tão relevantes como as intrigas da LPF, as transferências deste e daquele fulano, etc. 


Fátima nunca teve tanta gente como hoje em dia e o Estado desesperadamente conta com a Igreja para colmatar as múltiplas brechas na acção social.


E falavam eles do "fá-sismo"!
Imagem de perfil

De João Quaresma a 04.06.2012 às 23:15

« e o Estado desesperadamente conta com a Igreja para colmatar as múltiplas brechas na acção social.»


Pois é: o Estado laico e social, que quer mandar em tudo e em todos.
Sem imagem de perfil

De Bibi Castelani a 05.06.2012 às 01:02

Totalmente de acordo Nuno Castelo-Branco.
Sem imagem de perfil

De Bibi Castelani a 05.06.2012 às 01:03

Totalmente de acordo Nuno Castelo-Branco.
Imagem de perfil

De Nuno Castelo-Branco a 05.06.2012 às 02:20

Queria dizer, " símbolo de um país com quase 900 anos".
Imagem de perfil

De João Quaresma a 04.06.2012 às 23:02

Sim, Nuno, mas enquanto o fado e Fátima têm épocas, o futebol é todo o ano, a todo o momento e por qualquer motivo. E como é o único elemento agregador de toda a sociedade, a publicidade explora-o até à náusea, fazendo esse favor ao poder político.
Sem imagem de perfil

De Bibi Castelani a 05.06.2012 às 16:46

Credo!
http://pt-br.facebook.com/pages/Bibi-Castelani/251070244924601 (http://pt-br.facebook.com/pages/Bibi-Castelani/251070244924601)

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas