Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Para ler

por Nuno Castelo-Branco, em 09.06.12

"A verdade é que a única guerra a sério que estalou nos EUA foi provocada pelas acções do próprio governo federal e as relações dos EUA com o Canadá desmentem categoricamente essa afirmação (e não esqueçamos a vergonhosa política em relação às nações indígenas). Enfim, por cá os federalistas também são especialistas nessa arte que os anglos chamam de fear mongering, quando na verdade são eles que devemos temer.

Para terminar, gostaria ainda de lembrar do papel que o governo federal americano teve na criação de problemas externos que hoje constituem uma séria ameaça contra os americanos. Um deles, por exemplo, foi o que se poderia chamar de questão mexicana. Os agentes históricos que pilham o México desde há quase duzentos anos, transformando nesse intervalo de tempo um território que era pacífico e próspero numa entidade dominada por criminosos que agora exporta os seus vícios para dentro dos próprios EUA, devem a sua posição ao apoio que sempre tiveram do governo federal americano, que ali, mais do que no próprio território, demonstrou bem a sua natureza revolucionária e o espírito das elites que constituem o que chamamos deestablishment. Longe de ser um acidente, isso tem sido a regra."
Carlos Velasco

Tags:

publicado às 09:46







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas