Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Do patriotismo

por Samuel de Paiva Pires, em 28.06.12

Tratar o patriotismo como algo pejorativo sem operacionalizar e qualificar o que se entenda por patriotismo é, vá lá, um bocadinho para o iliberal, irracional e academicamente pouco sério. Umas leituras de MacIntyre ou Scruton podem ajudar. E relembrar o que é uma ordem espontânea também. Por mim, continuo a subscrever Pessoa quando diz que o «O Estado está acima do cidadão, mas o Homem está acima do Estado» e apenas acrescento que a pátria está acima do estado, não podendo ser aprisionada por este nem por nenhum de nós e sendo, na realidade, o mito que fundamenta o burkeano contrato entre os mortos, os vivos e os ainda por nascer. E continuo também a subscrever Samuel Johnson quando falando no falso patriotismo afirma que este é o último refúgio de um canalha. Relembrando Miguel Torga, a pátria é "o espaço telúrico e moral, cultural e afectivo, onde cada natural se cumpre humana e civicamente. Só nele a sua respiração é plena, o seu instinto sossega, a sua inteligência fulgura, o seu passado tem sentido e o seu presente tem futuro." Nenhum homem é uma ilha, ao contrário do que muitos pensam.

publicado às 22:01


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Isabel Metello a 29.06.2012 às 20:15


Agora, relendo, aparte muitos erros, pois vou escrevendo ao som das teclas, só quero esclarecer um ponto :) depois de ter pegas de frente com o Professor Doutor Moisés Espírito-Santo, que é tb Uma Boa Alma, pois nunca me prejudicou por idiossincrasias e ideologias opostas, quando eu ainda era Católica (fui baptizada aos 21 anos por livre arbíitrio, mas depois, por fortes motivos adstritos a Princípios, tornei-me tão só Cristã Holística, i.e., tanto rezo em Fátima, sentada no chão, como na praia, como em cima da relva, como abraçando umá árvore, como mergulhando no Mar, como num templo Budista, como em frente ao computador, ouvindo o Pai Nosso em Aramaico e a Sua Versão Original, como no Centro Espírita que frequento e onde sinto Uma Paz que não sinto em tantas igrejas (e não, não vejo espíritos! só considero a Bíblia interpretada por Alain Kardec muito mais próxima da concepção de Física Quântica que tenho tb da Religião Dada A Sua Lógica Intrínseca ...e considero Qualquer Texto Sagrado como Pertencente a Uma Gramática Universal particularmente actualizada pelas diversas culturas, com base na teoria de Chomsky sobre as Línguas, ainda que O que Considero mais Próximo de mim Sejam Os Evangelhos, pois como disse, sou Cristã, i.e. creio em Cristo como o Messias...:); dizia eu, depois de ter pegas de frente sobre o Catolicismo e o Islão com o Professor Moisés Espíriito Santo, hoje, dou-lhe toda a razão do mundo, assino por baixo! E porquê???!!!- porque a minha visita a Marrocos e a Ceuta (no contacto com a população árabe muçulmana:) foi elucidativa!...:)- aliás, foi o que sempre disse- conheci Marrocos profundo numa só viagem que não é para se repetir...Image

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds