Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Seis "submarinos PPP" por ano. São mesmo seis!

por Nuno Castelo-Branco, em 29.09.12

Os dois submersíveis em serviço na Armada, têm servido como o prato forte nas querelas interpartidárias. Mil milhões, eis o preço desta despesa que decorre da presença portuguesa na NATO e da posse - mesmo que fictícia - da Zona Económica Exclusiva. O mais espantoso, será verificarmos o prolongado e comprometedor silêncio dos responsáveis das Forças Armadas Portuguesas, todos os dias achincalhados pelo cumprimento daquilo a que outrora se denominava dever e exercício da soberania nacional.

 

Seis "submarinos PPP", é isto que Portugal terá de pagar anualmente. Multipliquem esta soma por mais de quarenta anos de esbulho graciosamente consentido aos exploradores internacionais. Não existe um único ministro que ponha estas contas sobre a mesa e informe os portugueses? Paralelamente, estamos agora submergidos por uma tremenda campanha que visa antes de tudo, o ocultar de certos factos que como este que aqui fica, deixará todo o sistema numa situação de catástrofe iminente. Decididamente, a este governo falta-lhe uma forte voz política que explique tudo isto aos indignados de fim de semana. 

publicado às 10:06


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds