Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Heil Castro!

por Nuno Castelo-Branco, em 15.10.12

 

Há muito se sabia do fascínio que o Tenente-Coronel Otto Skorzeny exercia sobre o Comandante Fidel Castro, ávido leitor da saga do oficial das SS durante a II Guerra Mundial. A abertura dos arquivos da sempre impropriamente chamada RDA, foi desde sempre temida pelos antigos turibulários do regime caído e agora as revelações atingem como um boomerang que há muito partiu, algumas das mais conhecidas cabeças da extinta Internacional Comunista. No caso português, seria útil uma profunda investigação nos arquivos ex-soviéticos, ciosos depositários da papelada compilada pela bastante curiosa PIDE. O PC "nada terá a temer", dado seu "conhecido antifascismo" militante. Abram-se os arquivos e publiquem-se obras com os nomes, casos, permutas de informações, acordos e desacordos sovieto-secundo republicanos. A verdadeira História agradecerá. 

publicado às 15:48


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Comunista = Homem das mulheres? a 15.10.2012 às 17:21

 A verdadeira grande revelação sobre fidel já ocorreu há tempos, quando se soube que tinha sido o Zézé Camarinha do Comunismo. Terá dormido com nada mais nada menos do que 35000 "revolucionárias".....assim sim, vale a pena ser comunista.

http://digitaljournal.com/article/260038
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.10.2012 às 17:31

A sério? Então tem um rival no Rei de Espanha!
Image
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.10.2012 às 17:49

Rival no Rei de Espanha? Que disparate, que baboseira! Está a comparar ouro e caquinha!
Já pensou em propor-se à TVI para escrever romances de cordel baratos?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.10.2012 às 18:14

Acha que sim? Uhm...não lhe gabo o gosto! Please...
Sem imagem de perfil

De Comunista = Homem das mulheres? a 15.10.2012 às 18:21

Já Álvaro Cunhal nunca foi conhecido como um mulherengo inveterado. Carlos Brito confirma essa caracteristica de Cunhal:

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/cunhal-anti-stripper
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.10.2012 às 00:10

Mesmo no alvo! Parabéns Nuno.
Muito terão esses arquivos para desvendar acerca do conluio (já confirmado por vários ex-inspectores desta polícia política) entre alguns - dois, três, meia dúzia, cinquenta, mais? - dos principais dirigentes comunistas e a Pide.
Não foi impunemente que, logo após o derrube do anterior regime, os partidos da esquerda unida que tomaram d'assalto o poder, colocaram como "seu comissário de confiança" na Sede da dita polícia, o vendido/medroso/cobarde/comunista/apátrida/ traidor capitão Sousa e Castro. Deste modo assegurando que os nomes de políticos destacados desses mesmos partidos e 'acima de qualquer suspeita', 'oposicionistas ferozes' do 'regime fascista' e mencionados nesses arquivos com todos os "S's" e "R's", ficaríam a bom recato.
Mas mesmo assim, não fosse o diabo tecê-las..., para terem a certeza de que as bombásticas revelações jamais seríam do domínio público, pouco tempo depois despacharam-nos secretamente e a grande velocidade para a União Soviética. Passados tantos anos após o desmoronamento da U.S., resta saber o motivo tão 'transcendente' pelo qual esses arquivos - QUE SÃO PERTENÇA ABSOLUTA E INTRANSMISSÍVEL DO ESTADO PORTUGUÊS - ainda não foram devolvidos à procedência quando é do conhecimento geral que, por exemplo, os arquivos ultra secretos da ex-RDA já foram publicados e republicados.
Há qualquer coisa de terrìvelmente estranho no meio de tanto mistério. O que será?

Que pena esse Homem providencial, Gorbachov, não  ter chegado ao poder no seu país antes do ano de 74. Tivera tal milagre acontecido e o deplorável golpe d'Abril jamais teria tido lugar; ter-se-ia evitado a destruição de uma Nação quase milenar; e o que é mais,  poupado milhões de vidas inocentes.
Maria 

 

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas