Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Restauração de rastos

por Pedro Quartin Graça, em 28.11.12

publicado às 15:44


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Paulo Cunha Porto a 28.11.2012 às 16:45

Meu Caro Pedro,
certamente há um conteúdo intencional nesse resultado. É que a palavra lhes faz medo e confundem a restauração dos pratos com a Restauração da Coroa.

Abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.11.2012 às 16:28

Posso só recordar um episódio que se multiplicou milhares de vezes em todo o pais durante 15 anos. Um português queria comprar uma casa. Escolhia a casa e combinava com o construtor o valor final e o valor declarado. O valor declarado era na maioria dos casos no máximo 50 % do valor da compra. O construtor fugia ao IRC e o comprador ao IMT. O comprador chegava ao Banco e pedia o dinheiro emprestado. O Banco fazia-lhe dois empréstimos, um no valor do valor declarado e outro no remanescente a que o Banco chamava empréstimo para obras. Iam ao cartório notarial e o notário fazia as escrituras. A de compra pelo valor declarado e a de hipoteca pelo valor declarado mais o valor remanescente. A honestidade dos portugueses, dos Bancos, dos Notários, das Conservatórias, foi NULA durante estes anos todos.

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas