Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




China - um novo desastre ambiental vem já aí!

por Pedro Quartin Graça, em 09.12.12

Loucura!

China arrasa 700 montanhas para construir cidade!

 

 

Os chineses não aprendem com os erros cometidos. Depois do desastroso empreendimento da barragem da China Three Gorges, agora é o projecto de "mover montanhas" na área de Lanzhou para a construção de uma nova metrópole e que irá custar pelo menos 3,5 mil milhões de dólares.

O plano de arrasar 700 montanhas (!!!) foi aprovado pelas autoridades regionais em agosto, após meses de preparação, segundo a revista 'China Economic Weekly', tendo sido lançado em outubro. Esta futura cidade, Lanzhou New Area, será construída nos arredores da capital da província de Gansu (população de 3,6 milhões e uma província árida, rodeada de desertos, e palco de constantes tempestades de areia) e terá 25 quilómetros quadrados, dentro de uma área total de 1300 quilómetros quadrados, capaz, dizem os pseudo especialistas, de aumentar o produto interno bruto da região em 43 mil milhões de dólares até 2030.
O vídeo promocional mostra que a nova metrópole, que irá custar mais 11 mil milhões de dólares a construir, terá arranha-céus, lagos, praias e jardins. Uma loucura total e um novo desastre ambiental pré-anunciado!

publicado às 13:17


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds