Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Mandrake, um nasi goreng e o mau café Star Bucks

por Nuno Castelo-Branco, em 24.12.12

A SIC convida, o Expresso publica e o ruído ecoa pelos outros órgãos de comunicação social. Os inevitáveis "eu não disse?" correram de boca em boca, num bastante pavloviano salivar pelo regresso aos lugares já julgados ao alcance de um golpe de mão. 

 

Era falso, o homem que por mero acaso também não será engenheiro, mas em todos vê potenciais Patacôncios, é tão autêntico como o Professor Mandrake. Serviu para aquilo a que nos temos habituado, cozinhando-se assim mais um casinho servido em mesas redondas, expressos médio nocturnos, eixos do mais ou menos mal e outras tantas visitas ao comboio fantasma. Este grupo Balsemão do apresenta e logo desmente, nem sequer se preocupa em averiguar ou autenticar as "querdenciais" dos nomes arrastados para os seus horários enche-tolos e pouca diferença teria feito se em vez do Baptista, tivesse promovido uma qualquer reedição do gonçalveiro "Dia de Trabalho para a Nação", aquela gesta stakhanovista  que como muito bem se sabe, acabou em revolucionários, mas privados bolsinhos.

 

A "esquerda das causas" alegremente endossou o milionésimo cheque falso e até o conhecido ex-croqueteiro de Paris* teve mais uma das incontornáveis tiradas gastronómicas, deixando-nos na dúvida quanto à sua opção por um nasi goreng na Indonesian Lounge ou pelo mauzito cappuccino ao estilo Star Bucks na cafetaria da ONU.

 

Aqui fica uma pequena ajuda ao conhecido "embeijador de coquitéis". Degluta o nasi goreng e remate o repasto com o péssimo café. Eis o que sobra de toda a estória, pelo menos o ano morre de forma risonha.

 

* Horas depois da fraude Baptista ser evidente e difundida urbi et orbi, a "fina ironia do embeijador" garantia isso mesmo num convenientemente alinhavado P.S.: as suas estrambólicas palavras "não tinham passado" de uma bela, diplomática  e finérrima ironia que ninguém entendeu. É, devemos ser todos muito "burros", melhor figura faríamos se comêssemos mais croquetes. Quanto ao engasgado degustador de salés et friandises, parece-nos que bem podia ter seguido pelo mais digno caminho de Nicolau Santos, publicando uma autocrítica em duas linhas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas


    subscrever feeds