Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No 1º de Fevereiro, a verdade factual da História

por Nuno Castelo-Branco, em 01.02.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.02.2013 às 03:32

Faltou-me acrescentar que, por informação do apresentador do excelente vídeo (facto que muito me admirou, porque desconhecia completamente) o criminoso Manuel Buíça, autor isolado do assassinato do Rei e do Príncipe seu Filho, era professor... imagine-se onde?!,  no Colégio Moderno! Por momentos fiquei admirada, mas após uns segundos pensei de mim para comigo - lá está, só é natural que um homem culto, ainda por cima professor numa escola de elite, frequentada pelos filhos da alta burguesia e d'alguma nobreza, pessoa que jamais se pensaria poder vir a ser o assassino de um Monarca e de um seu Filho, tenha praticado um acto tão ignominioso e brutal. Afinal ele fora forjado na mesma forja de onde muito mais tarde saíram outros criminosos políticos com o mesmo espírito infamante, cuja actuação, ainda que por razões diversas mas com o mesmo fim, levou à destruição da Pátria Portuguesa. Tais como: Cunhal, Soares, a Barroso, Balsemão, Letria, Gonelha, Costa, a mãe deste, Palla e mais um sem número de traidores e traidoras que, actuando cada um/a à sua maneira tanto mal fizeram a Portugal. 
Portanto tudo bate certo, tudo se conjuga.
Maria
Sem imagem de perfil

De Jorge.oraetlabora a 03.02.2013 às 15:43

Maria, excelente informação que nos presta !
Na verdade, no nosso Portugal tem vivido uma corja hedionda de traidores... !
Trabalha o Povo honrado e sacrificado para alimentar tais energúmenos, que só pensam em vender a Pátria a troco de pratos de lentilhas... !
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.02.2013 às 22:30

Para nossa desgraça assim é, Jorge. Mas faltam aí muitos outros tão traidores como os citados. Os Alegres, os vários Barrosos (familiares da Barroso), os demais Letrias (familiares do Joaquim), os Godinhos, os Tordos, os C. do Carmo, os P. Carvalhos, os Palmas, os Represas, os Mários Brancos e mais uns tantos baladeiros progressistas da altura (claro que alguns poderão desmentir por interesses vários, o principal dos quais por serem maçons). Todos estes e famílias têm a vida assegurada até ao fim dos seus dias, eis porque os vemos e ouvimos nas televisões e rádios, dia sim dia sim, desde há trinta e tal anos. Agora juntemos-lhes uma mão cheia de advogados, banqueiros e outras personalidades poderosas da sociedade, conhecidos e desconhecidos do grande público e obteremos o pot-pourri perfeito. Aquele que nos tem vindo a ser servido dia após dia e a destruir as nossas vidas lentamente. Mas se nos cingirmos sòmente a esta área artística, aparentemente apolítica (e que indirectamente engloba todas as outras) - que o sistema controla como todas as outras da governação, com mãos de ferro - estamos a ser levados a uma destruição psicológica propositada (uma táctica de lavagem ao cérebro tipo soviética - vide G. Orwell, 1984" - agora modificada e aperfeiçoada, mas com a mesma finalidade)  mais que não seja por uma saturação levada ao extremo há quase quatro décadas.
Maria

Comentar post







Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas