Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




1529 empregadas de limpeza e o FMI

por John Wolf, em 13.03.13

A empregada de limpeza que ganhou o jackpot do Euromilhões na passada Sexta-feira provavelmente ainda não terá caído em si. Não são todos os dias que se recebem 51 milhões de Euros. Para termos uma noção da quantia, mas de um modo troikiano, seriam necessárias 1529 empregadas-ganhadoras para o valor ser equivalente aos 78 mil milhões da ajuda externa recebida. São de facto muitas passagens de esfregona e litros sem fim de Sonasol. Gostaria de saber, se o dinheiro recebido ao abrigo do programa de ajuda externa do FMI, não seria melhor empregue se dividido por um número assinalável de pessoas que fazem parte da economia real, que trabalham de sol a sol e que não fazem parte de um cartel de bancos ou de consórcios de construtoras? Por outro lado, a empregada de limpeza, na qualidade de profissional de outro ramo que não a gestão financeira, ver-se-á a braços com um ou vários dilemas. Mas restringemo-nos ao dilema de prisioneiro do guito. Ao dilema de ser preso por ter ou não ter pilim. A dama premiada ficou agarrada a uma fortuna que certamente será gerida por inimigos. Agentes que trabalham para as mesmíssimas instituições financeiras que estão na origem ou muito perto da eclosão da crise. Que propostas aliciantes far-lhe-ão logo pela manhã?: "Estou sim. Tenho o prazer de falar com a Sra. D. Palmira? (sim, agora já é dona, antes era uma miserável!). Estou a ligar por causa daqueles dinheiros. Sim, sim. Exacto. Olhe, temos uma coisa boa para si. Um produto que vai gostar. É uma conta especial ordenado mas ao contrário. Exacto. Sim, senhora. Vão pingando notas de euro na sua conta à ordem, todos os meses sem falta. Não tem de se preocupar. É uma taxa fixa. Uma coisa certinha. Quando é que lhe dá jeito mandarmos aí um rapaz para falar consigo? Ou prefere passar aqui pelo balcão, assim, por volta de umas duas horas? Está bem. Está combinado então. Venha cá que a gente trata da massa num instante. Pode ficar descansada. Então, com licença Dra. Palmira (sim, agora já é Dra., antes era uma pobre dona de casa) Muito obrigado. Cá a esperamos para lhe fazer a folha. Muito obrigado. Com licença, com licença...

publicado às 17:30


2 comentários

Imagem de perfil

De Universo de Paralelos a 13.03.2013 às 18:06

Pois é, somos todos reféns deste tipo de instituições, que começam por "controlar" as pessoas - mesmo os mais entendidos -, acabando a dominar nações. O pior? Eles conseguem sempre resistir e desviar-se para outras paragens. Exemplo disso é Singapura, nações que querem enriquecer e não se preocupam de que forma é que o dinheiro entra nos seus balcões.
Imagem de perfil

De John Wolf a 13.03.2013 às 18:18

Caro Universo de Paralelos,
Fecham a loja num lado para abrir no dia seguinte noutra paragem.
Obrigado.
Cordialmente,
John 

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas