Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Futebóis constitucionais

por Nuno Castelo-Branco, em 05.04.13

Como se a alguém a coisa passasse despercebida. Não é Mourinho que chega à hora do telejornal, nem sequer o CRonaldo que desembarca para assinar qualquer contrato publicitário. É o Tribunal Constitucional que numa versão bastante moderna, marca conferências para a hora do início do telejornal. Atreve-se anunciar a "atempada decisão" exactamente para as oito da noite. Só visto!

 

Decididamente, esta gente não está no seu perfeito juízo*. É isto, a dignidade institucional.

 

* Por incrível que a muitos possa parecer, Cavaco Silva foi quem ao longo de todo o dia soube manter as aparências. Antes assim...

publicado às 19:39


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Drácon a 06.04.2013 às 01:44

Pois... quem são os Srs. Drs. juízes que andam por lá...?
Leram muitos manuais e códigos, por certo... Mas... serão pessoas sensatas, prudentes, sábias...? São estas as qualidades que devem enformar um Juiz. Mas essas qualidades hoje são raras. Por isso, ninguém se admire deste tipo de atitudes. Dá a impressão de que se sentem "stars" e precisam do ambiente mediático à volta deles... 
Perderam a noção do ridículo - e de prudentes e sábios (no verdadeiro sentido do termo) já nada resta... Que tristeza !!!

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas