Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Num dia cheio de sol, via os campos muito verdes.

Aqueles que os patos bravos não conspurcaram ainda, e, tendo memória de como tudo isto era há quarenta anos, é inevitável dizer- o que fizeram deste País, desde então ! -, acusação que reforço quando leio as notícias nos jornais on line.

Por essa altura - começos dos anos 70 - já se começava a ver melhorias, sustentadas, no panorama geral: todos os dias via filhos de lavradores e operários passarem à minha porta, a fim de apanhar a camioneta que os levaria a Guimarães, onde frequentavam o ensino secundário. Não se ouvia falar de corrupção entre os políticos...

Tudo isto depois de muito suor e lágrimas dos nossos pais, e de alguns de nós, numa luta duríssima, mas de que víamos já compensações, e, quem assim penou, podia então dizer: -  mas valeu a pena!

 

Agora grassa por todo o país uma imoralidade gritante: os tais que " são mais iguais " do que os outros  a acumularem reformas sobre reformas milionárias, enquanto entre os " menos iguais " cresce, de dia para dia, a miséria.

Quando se começava a sair do " buraco ", eis que voltámos para trás. Faltará muito para igualar o lamaçal da 1ª República? Penso que não.

O que fizeram deste País!

E quando tinham já a obrigação, face à evidência dos factos, de fazer um acto de contrição, constatamos que nem sempre o tempo traz a clarividência: insistem em mais nos afundar, como esse dito " pai da democracia ".

publicado às 20:49


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Marcos Pinho de Escobar a 12.04.2013 às 22:05

Bravo!
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 12.04.2013 às 22:35

Obrigada, Marcos Image
Sem imagem de perfil

De Duarte Meira a 12.04.2013 às 22:10


Estimada Cristina:

Não são apenas os patos bravos e sucateiros. Há pior. Refiro-me  a essa abominável caixotaria de betão e vidro com que os Sizas, Soutos & Soutinhos (mais a legião de imitadores) têm coberto o país de norte a sul.

Quanto ao inveterado jantarista e intriguista "pai da democracia", uma das personagens mais sinistras da nossa História, começa-se a fazer alguma justiça, como vemos no livro recém saído de Henrique Raposo - História Politicamente Incorrecta do Portugal Contemporâneo.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 12.04.2013 às 22:40

Duarte, patos bravos são precisamente esses criadores de mamarrachos de betão, e sim, já se vai fazendo Justiça, mas há ainda demasiados desmemoriados que vão atrás de contos da carochinha, a quem ele consegue ainda enganar.
Sem imagem de perfil

De Unreal a 12.04.2013 às 23:28

Este pobre país tem sobrevivido, APESAR das suas elites, desde mais ou menos 1830... Aliás, tenho a sensação que nessa altura, os portugueses de então foram todos raptados e substituídos por algo de muito estranho.
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 13.04.2013 às 00:44

Como escreveu Joaquim Paço d'Arcos: descendentes anões de Aljubarrota.
Imagem de perfil

De jojoratazana a 13.04.2013 às 01:14

"Não se ouvia falar de corrupção entre os políticos..."

Não se podia falar.
Mas corrupção havia e muita.
Sem imagem de perfil

De Ex Operacional do ELP a 13.04.2013 às 05:16

Quando ouço o jojoratazana a falar em corrupção, apetece-me logo perguntar-lhe por onde anda o dinheiro do Dia de Trabalho para a Nação (5 de Outubro de 1975)...dizem que foram os comunistas que o roubaram!
Imagem de perfil

De jojoratazana a 13.04.2013 às 11:09

Desculpe o senhor vive em Portugal?
E não sabe que isso foi uma inventona dos mesmos, que afirmavam, que Vasco Gonçalves e os comunistas tinham roubado as barras de ouro do B.P.
As mentiras foram desmontadas, mas para um povo de fraca inteligencia, e crente em todas as fraudes como o senhor é um digno exemplo, as mentiras persistem.
Tal como a falta de vergonha dos aldrabões.
Sem imagem de perfil

De Drácon a 13.04.2013 às 01:38

Bravo, Cristina !
O que Portugal precisa é de erradicar os traidores e vendilhões da Pátria, para os quais o dinheiro - ganho a qualquer preço - é tudo na vida !
O que Portugal precisa é de Homens a serio, patriotas, empenhados em reconstruir esta mixórdia em que se transformou, por obra de oportunistas e arrivistas sem princípios nem moral,  a mor parte ateus e agnósticos, maçons sem escrúpulos que se foram enquistando no poder... !
São já mais de 100 anos de exploração do Povo pelos da republiqueta nascida do sangue de inocentes... ! Esta maldição só acabará quando Portugal retomar a sua matriz original, donde nasceu e se fez Império : a MONARQUIA !
Imagem de perfil

De Cristina Ribeiro a 14.04.2013 às 23:14

Agora é a minha vez de dizer: Bravo, Drácon! Tudo isso e uma Monarquia que não tenha dela apenas o nome .

Comentar post







Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D

Links

Estados protegidos

  •  
  • Estados amigos

  •  
  • Estados soberanos

  •  
  • Estados soberanos de outras línguas

  •  
  • Monarquia

  •  
  • Monarquia em outras línguas

  •  
  • Think tanks e organizações nacionais

  •  
  • Think tanks e organizações estrangeiros

  •  
  • Informação nacional

  •  
  • Informação internacional

  •  
  • Revistas